Seguidores

sábado, 23 de fevereiro de 2013

ele e ela

Do meu tempo de menina ficou o gosto pelas historias de contar, talvez porque não lembro uma unica vez de alguém , me contar historias para adormecer, Talvez por isso, ganhei o vicio de ler, quando na epoca me mandavam para a cama, deveria imediatamente de apagar a luz, mas o vicio era maior, de lanterna de algibeira na mão deitava.me, não sem antes escolher fosse o que fosse para ler,não havia novelas, nem televisão, talvez por isso, li de tudo desde a Corin Tellado aos livros clássicos que havia por lá. Tapava-me toda , cabeça dentro da roupa e lanterna ligada, era até poder, até o sono me vencer... ainda hoje amo ler... De historias também... Histórias de vida,ou sem vida...não sei dizer. Mas são pela certa coisas que de algum modo mexem com as emoções de alguém, os nomes são forjados, pois não acho certo colocar os nomes reais, Maria e Manuel, são dos nomes mais banais em Portugal. A minha Maria, era uma mulher alegre, confiante na vida e nas pessoas...até que um dia a vida lhe mostrou o lado menos bom,ai ela ficou mais triste, mais sozinha, mas não deixou de acreditar na humanidade... Embora sozinha sonhava...tanta coisa..tão variada que depois era dificil, ver a realidade, confrontar-se com ela. Para ela a vida era linda, as pessoas eram sinceras,ela amava os filhos e netos, sentia a falta deles mas amava ...amava muito...sem amor não se vive vegeta-se. Manuel um jovem da sua idade, sim jovem, a juventude esta na nossa maneira de encarrar as coisas, na maneira como vivemos como sabemos rir de nós mesmos, dos nossos fracassos das nossas dores,sabendo que tudo é aprendizagem. Tudo passa, nada é defenitivo . Mas pode ser marcante. Mas o Manuel tal como a nossa Maria, vivia para os filhos e netos. Um dia a vida fez com que falassem...falaram de quase tudo, aos poucos essa amizade ficou fortalecida. Hoje embora distantes , há sempre um carinho, as palavras também dão carinho, também nos fazem sonhar ou ter pesadelos, mas eles são honestos um para o outro... quem sabe um dia tudo muda... esta pendente da nossa Maria ter a coragem de dar um passo em frente. Ela confia plenamente nele, mas não sabe se as feridas deixadas por alguém já estaram saradas em plenitude, não sabe se o medo não vai estragar o que de bom e bonito existe entre eles ... por isso precisa de tempo ...espaça para se auto-analizar... Por aqui já cheira a Primavera, simbolo de vida de renovação... Quem sabe ela se faça a muitos niveis

o sol da minha vida

Fim de semana especial. Vou estar com os meus amores mais novos a Lara e o Bruce... o tempo passou sem dar por isso, ja vão fazer 4 mesinhos, como estão lindos. A lara sempre marota para dormir, ele mais calmo, mas ambos de perder o folgo, meu mundo esta mais risonho, mais feliz, ver o sorriso naquele rostinhos que são a minha vida. Só quem for avó me entende. Neste dia de sol , mas frio com um vento gelido, tenho o coração quente e feliz por estar com a minha família e claro os mais novos os meus bebes. Um dia vou colocar aqui para vos apresentar agora já crescidinhos estão lindos A felicide existe , é nestes momentos que passo com os meus adorados netos que me apercebo que nada é melhor que poder sentir a emoção de ser avó Depois a minha vida parece estar a mudar, coisas, valores, sentimentos... Se tudo der certo eu vos contarei... Quem sabe um dia vou voar com alguma outra asa...quem sabe...o tempo o dirá...

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Dia

O dia passou, levando talvez as minhas indecisões...meus medos... Quero e não quero a vida me assusta.. mas, quero ter uma vida como a tua..quero poder rir sem medos , esperar sem magoa... ser eu, assim meio confusa muitas vezes, mas sentir o pé no chão.. Tu . Habituado a ter uma vida diferente , da minha , tens uma amplitude de horizontes que eu não tenho, receio que não dê certo. Me fizeram desacreditar na vida, no amor... mas sou teimosa , quero não me dar por vencida..quero abrir os braços para abraçar a vida, o sol, a lua a chuva tudo que me faça sentir viva... confio na vida, confio em ti.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

És pai

Ainda á pouco era um menino, ria e brincava como criança... passou o tempo.. foi transformando em homem lindo agora que o tempo passou.. Vejo-te agora na doce missão de ser pai sei que o és com tudo o que tens de nobre e digno. Tens um caminho a percorrer saber amparar e educar...não é facil Mas é belo . Nada melhor que veres crescer, a quem um dia viram nascer, Vais ver que terapia para o teu cansaço vai ser o abraço, dos teus meninos aquele beijo tem o sabor a mel e esperança Pai, agora é o nome que melhor cabe no coração é quem o enche de orgulho e querer por teus filhos farias tudo nunca te esqueças... nem jamais troques, o teu carinho por um brinquedo não é em dizer, mas no exemplo que eles aprendem... Brinca com eles, conta-lhes historias mostra-lhe a vida pelos teus olhos o bom e o mau para que saibam qual o caminho que vão seguir Pai, são só três letras que o mundo encerra Pai sejas quem fores nunca te esqueças de dar amor aos teus rebentos tu és exemplo e o amor deles. LR

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

pai

Pai ! Palavra doce . Terna magia poder um dia lá nas memórias, minha companhia lembrar teu rosto...o teu abraço que formava o laço que me prendia . Pai... quanta saudade, quanta ternura.. Vejo os teus netos já serem pais... Quanta magia o seu olhar seu rosto adoça. Ao olharem o rosto dos seus rebentos como seria se tu pudesses agora aqui estar bem perto deles.. Pai. É sentimento, Pai é amor, desejo que tudo esteja no seu lugar. Pai. Que mais nenhum filho fique sem ter Sem aprender, Pai é fortaleza, raiz e árvore, que nos protege. É sombra e fruto, que alimenta e nos contenta... Pai é força e luz no nosso olhar tudo o que mais queria neste momento? o teu abraço....um beijo teu... Pai, nesta viagem...sigo quase sozinha mas estás comigo. Lá no mundo encantado das memórias estará por certo no coração de todos os filhos que como eu...sentem que partiram. mas não morreram...

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Do tempo

Do tempo em tempo que o tempo me dá.
sonho acordada...num sonho onde tudo se mistura,
 altera, neste sonho que contigo divido,
tento imaginar-te , faço a tua imagem...podes rir mas é verdade...
Vivo a sonhar ...tal criança grande que sonha encontrar
 , tudo que a completa.... tu me completas..
tu me ajudas a ser eu mesma sem dares por isso...
 contra tudo e todos...os meus devaneios fecho os olhos,
 imagino-te, de cabelo feito prata, olhos de criança grande ,
ternos e doces, por vezes há uma luz de malicia nesse olhar
 prende o nosso olhar, sabes amo os olhos são a parte que mais me prende
 mais me identifico, talvez por pensar que os olhos não metem...odeio mentiras...
Sigo no sonho da vida ...vivo a sonhar contigo... em te encontrar, deixo minha alma divagar...
Quem és? não sei.
  Sei que vives comigo bem dentro de mim...
aqui onde o coração bate e a cabeça gira feito qual carroçel
 adernalina te faz vibrar  logo o medo te retrai, é controverso mas é real.
Serás consciente? ou inconsciente? não sei...
sei que é contigo que divido angustias...alegrias.... desejos... sim desejos ..
.de cumplicidade, de ternura de companheirismo...
Contigo não quero ter uma casa mas um lar, casas a muitas...lares...poucos muito poucos....Quero ter um dia...a alegria de ter alguém a quem preparar a mesa, a quem dar mimo, a quem acarinhar... porque embora não pareça, sou ainda mulher, estou viva...quero viver....
Como mãe estou plena....como mulher????? deixo muito a desejar...
acho que nunca me senti mulher de verdade. Mulher cúmplice..mulher amada.
Neste campo de sonho, em que me debato, eu sonho...sonho alto...
com a felicidade nossa amiga, companheira.
Quero dormir de cadeirinha....quero o meu beijo de bons dias...
de boas noites ,o meu carinho para dar e receber...
Quero ser eu...quero que sejas tu...
inteiro para fazer ombro com ombro e olhar contigo para o mesmo lado da estrada da vida....
Deixo-vos a fruta gulosa que tem o sabor dos beijos...
dezembro 2010

O  dia esta triste, dum cinzento chumbo parece que a chuva não tarda a cair.
Amo chuva, mas estes dias cinzentos mexem comigo, parece que fico sem disposição para nada.
Também sinto a tua falta, falta de ver o teu sorriso...
 Ver as montras que abundam por este lado como cogumelos, ver porque agora longe vai o tempo em que via, entrava-se e levava para casa. Longe mesmo acredita.
Agora...nada é como antes...
Havia sempre por esta altura, o sonhar com as coisas que iria dar pelo Natal. Hoje mal me lembro que estamos com o Natal a porta, deixou de fazer sentido...como eu mudei...como nós mudamos...
Em tempos não muito distantes, já havia em casa uma caixa cheia de presentes para todos amigos mais chegados, agora? Só gostaria de adormecer dois dias antes e acordar quando tudo já tivesse passado.
Portugal esta um caos a minha vida também.
A muitos níveis. 
Até no emocional. Incrível. Mas enquanto trabalhei, mal tinha tempo para descansar, barafustava mas não me lembrava que existia, não lembrava que estava sozinha...
Não podia voar não, a minha asa de um lado. Filhos criados, tempo de sobra.
Trabalho nada, estou reformada de tudo menos de mim mesma.
Acordei, uma letargia imensa de mim mesma sentir, que meu coração ainda bate...sinto-me viva...
Só não sei se os traumas do passado me iam deixar ter hoje uma vida normal, se me deixam ficar tranquila em casa enquanto alguém estivesse fora...
Penso que possivelmente iria estar sempre a pensar que mais uma vez estaria a ser o brinquedo de alguém...não. Não.
 Isso esto cheia de indecisões, de vontades por concretizar, de medos por perder.
A minha vida que é? É uma vida diferente da maior parte das mulheres que conheço...
Ainda quero amar alguém, ainda quero superar todo este medo...
Quem sabe? Ainda vou ter asa com que sonho.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

coisas sentidas...

Coisas sentidas, vão dentro da gentes sem saber ao certo, nem porque as sentes mexem contigo e comigo. Somos marionetas na senda da vida. curta ou comprida ao certo que importa tudo se transporta, na mala dos sonhos. Reais ou virtuais, serão sempre sonhos. feitos muitas vezes em pedaços de nada... de braços caídos...mundo gira,tal tombola gigante... mistura-se sentidos...mais sonhos. Mas pobres das gentes são só pesadelos falta o trabalho... muitas vezes a casa e o pão vive-se, ou sobrevive-se mantendo aparências falta-lhes a coragem...de dizer quem são, Pois a sociedade, esta podre e carente é da conjuntura, mas...todos querem fazer o ( tudo bem ) quando em verdade esta tudo mal. Nesta vida dura, feita só de enganos. Crianças e velhos, quem mais faz pensar esquecem que os outros, nem velhos nem jovens, a esses então ninguém da a mão.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Tua luz

Depois de um dia. Surges no horizonte da minha vida... Como uma luz alegre e brilhante.. As vezes meio calada..dessas luzes que servem para ver o caminho... Luz que ilumina meu dia, me guia na estrada que o destino me deu Tu és a luz, que o bom porto me conduz Tu. Só Tu. Que eu não sei quem és, nem onde estás, tu que me dizes o caminho certo nas horas incertas, Tu que me faz sentir bem mesmo nos momentos de dor. Tu és meu anjo da guarda, sempre me guarda, sempre esta por perto, mesmo estando ausente, Tu...sempre Tu..me mostras o sorriso mesmo quando choro, me fazes sorrir. Tu com palavras simples me fazes entender, a vida não é o que queremos, mas o que podemos, pois o que queremos nem sempre é o que nos faz feliz. Tu um ser especial, guardado para mim . Eu a que não se entrega, que nada quer, a que desistiu de tudo que fale de amor, que fez dos sonhos pedaços passados esquecidos, guardados. rasgados... Porque tu o ser de luz que eu cheguei a duvidar que existia, me mostrou por A e mais B, que existes te chamas JESUS.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

voando....

Deixando a imaginação voar, tentando adivinhar?...penso que não. Neste deixar voar sem limites, tentado apenas ante ver o que de bom ou mau na vida me espera... quem sou eu?...não sei . Algumas uma pessoa que vê a vida pelos olhos do desespero, outras apenas com os olhos que me dá o coração. Mas sem uma objectiva muito credível, pois muitas vezes não esta correcta a maneira como vejo. As imagens, nem sempre são nítidas,de cores mais corretas. Mas são as que me mostra, o coração, ou a razão não sei ao certo. Este orgão que segundo uns nos comanda. Mas que nos escraviza. Não nos deixa esquecer...mas não nos deixa amar e confiar em quem, quer tentar aprender amar-nos. Se os humanos tivessem livrinho de instruções , era muito bom e pratico, mas não tem; ai tudo se complica.. Só aprendemos amar, vida custa, ensinar a esquecer... Quero que aprendas a esquecer. Que vivas a tua vida, homem , mulher são seres complicados,há os que tem tudo para ser feliz e não o sabem ser... os que gostaria de ter , e nada tem, diz lá se não é complicado. outros ainda que anseiam ir ao encontro, de alguém, mesmo sabendo que correm riscos sérios... vida é complicada podes crer..vivem da ilusão.. As pessoas as vezes são covardes, tem medo de lutar sozinhas pelo dia a dia, habituam-se a ter tudo de bandeja esquecem que o trabalho é salutar, faz bem ao corpo e a mente, depois esquecem quem lhes deu tudo...Já arranjaram novo bode expiatório, para pagar suas contas... A traição num homem é mau...mas numa mulher pior ainda, sou contra a violência sem duvida Mas também sou contra a traição...Ninguém é obrigado a amar o outro, seja ele qual for, mas se não gosta , separa...ai sim pode refazer a sua vida de cabeça erguida, sem medos, mas pegar o touro pelos cornos não é fácil quando se esta habituado a tudo ter e nada fazer. São as quengas mascaradas de senhoras. É tão bom, ter lutas para fazer o dinheiro chegar ao mês, mas poder olhar no espelho e dizer, és velha , feia, mas és honesta contigo e com os outros.