Seguidores

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Queria dizer tanta coisa, mas só tenho este vazio.Que doí dentro do peito, como se algo tivesse partido, como se a desilusão, fosse maior que o mundo,sangra mas só eu sinto, ninguém vê.
Acreditamos, na vida na amizade , no amor e vai senão quando, o coração parte, e a vontade de o apanhar e colocar e quase nula. Mas há que fazer. Temos de seguir andando.Palavras sábias a de um amigo elo mais fraco, e de que maneira nem imaginam quanto. Mais fraco mas mais franco, mais honesto, sem esconder, sem enganar , sem fingir o que não se tem, o que não se sente.
Aconteceu. Nada a fazer.Fecho-se um capitulo de uma vida. Abre-se uma estrada, insegura, verdejante mas sozinha.

Um comentário:

Hermínia Nadais disse...

Lindo texto... muito sentimental!