Seguidores

domingo, 7 de novembro de 2010

Tempo

O querer e o poder, são irmãos gemeos, são filhos , do querer do construir.
È neste querer sem saber , ao certo  o que fazer ou dizer.
Poder eu preciso ter, para querer ir em frente...
Mas nesta minha indecisão,sem saber o que fazer... quero e penso poder ser... ser eu mesma ...boa ou má...
pouco importa podes crer...quando estendes tuas mãos...para dar a mão a alguém... só para  que ambos se amparem e não caiam no caminho...reparas que afinal... tudo não passou de um sonho.
Pois é sonhamos muitas vezes com o que mais ambicionamos. Acordamos, e reparamos,!:: sem saber qual a razão... fomos como prisioneiros , de tabus... fobias...e outras coisinhas mais... rsrs
Hoje...agora... desperta, senhora do meu nariz, e ao acordar tão tarde, vou ficar aqui , sentada...olhando o tempo passar...o tempo tem seus encantos... mas tem os momentos certos...  ....   o meu já passou, Oh! faz tempo.

4 comentários:

José Gonçalves disse...

Olá Lu,

Não concordo com o final da tua reflexão!

Acho que tenho que te puxar as orelhas!!!

O teu tempo já passou???

Como assim???

Então não acabaste de escrever, de pensar, de reflectir?

Então se o fizeste, como terá passado então esse teu tempo se ainda estás ali, aqui???

Não é, decididamente, a opção mais acertada, menina Lu!

Não é mesmo!!!

Atirar a toalha ao chão quando o Campeonato ainda vai a meio não me parece certo!

Por isso, menina Lu, lá porque o mau tempo reina lá fora, há que mudar Atitudes.

De resto, tens Amigos, e me parece que muitos, e tens teus filhos que serão mais que um amparo.

Vamos lá mudar de rumo, tá?

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves

O tempo que passa disse...

Sem auto estima, ninguém consegue libertar-se dos tabus e fobias, só a quem cai é dado a oportunidade de se erguer. Estas frases parecem lugares comuns, mas encerram as respostas aos anseios mais íntimos.O tempo passa, mas não é em vão que o vemos passar, porque o nosso tempo ainda não passou. Mesmo agora aos 63 anos Dilma Rousseff ganhou a presidência de uma das maiores nações do mundo. Porque não admitiu que o seu tempo já tivesse passado.

Um beijo e coragem.

Mariazita disse...

Boa noite, Lú
Já vim cá, fiz-me tua seguidora, mas não deu para comentar.
É que tenho estado doente (e ainda não estou muito bem...) e por isso as minhas visitas estão bastante atrasadas. Aos poucos vou tentando retribuir as visitas recebidas.

O teu texto deixou-me um pouco confusa...
"quando estendes tuas mãos...para dar a mão a alguém... só para que ambos se amparem e não caiam no caminho...reparas que afinal... tudo não passou de um sonho."
Não posso concordar. Dar a mão a alguém é um gesto muito bonito, e que só engrandece quem o faz. Não tem que ser um sonho, pode e deve ser uma realidade.
Depois... o final é muito desencorajador.
O teu tempo já passou???
Precisas ver o Manoel de Oliveira (o realizador) a trabalhar com cem anos de idade feitos.

Desculpa, é a primeira vez que te visito; não tenho, talvez, o direito de ser tão...franca.

Podes dizer-me quem é o amigo comum? Será o Diamantino? Seja quem for, se é amigo é o que interessa.

Acerca do meu livro terei o maior prazer em enviar-to (quando o tiver...). Porque não apareces no lançamento? Barreiras (Cadaval, não é?) não é assim tão longe...

Espero que não fiques aborrecida com o meu comentário. Normalmente digo o que penso :(

Boa semana. Beijinhos

José Maria Lobato disse...

Olá, já passou sem duvida, mas os tempos que ainda não passaram farão valorizarmos com intensidade cada momento do tempo que vai passando!!!
E como diria Einstein, o tempo é relativo, não acha???
Abraço, Zé Maria