Pular para o conteúdo principal

Tempo

O querer e o poder, são irmãos gemeos, são filhos , do querer do construir.
È neste querer sem saber , ao certo  o que fazer ou dizer.
Poder eu preciso ter, para querer ir em frente...
Mas nesta minha indecisão,sem saber o que fazer... quero e penso poder ser... ser eu mesma ...boa ou má...
pouco importa podes crer...quando estendes tuas mãos...para dar a mão a alguém... só para  que ambos se amparem e não caiam no caminho...reparas que afinal... tudo não passou de um sonho.
Pois é sonhamos muitas vezes com o que mais ambicionamos. Acordamos, e reparamos,!:: sem saber qual a razão... fomos como prisioneiros , de tabus... fobias...e outras coisinhas mais... rsrs
Hoje...agora... desperta, senhora do meu nariz, e ao acordar tão tarde, vou ficar aqui , sentada...olhando o tempo passar...o tempo tem seus encantos... mas tem os momentos certos...  ....   o meu já passou, Oh! faz tempo.

Comentários

José Gonçalves disse…
Olá Lu,

Não concordo com o final da tua reflexão!

Acho que tenho que te puxar as orelhas!!!

O teu tempo já passou???

Como assim???

Então não acabaste de escrever, de pensar, de reflectir?

Então se o fizeste, como terá passado então esse teu tempo se ainda estás ali, aqui???

Não é, decididamente, a opção mais acertada, menina Lu!

Não é mesmo!!!

Atirar a toalha ao chão quando o Campeonato ainda vai a meio não me parece certo!

Por isso, menina Lu, lá porque o mau tempo reina lá fora, há que mudar Atitudes.

De resto, tens Amigos, e me parece que muitos, e tens teus filhos que serão mais que um amparo.

Vamos lá mudar de rumo, tá?

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
Sem auto estima, ninguém consegue libertar-se dos tabus e fobias, só a quem cai é dado a oportunidade de se erguer. Estas frases parecem lugares comuns, mas encerram as respostas aos anseios mais íntimos.O tempo passa, mas não é em vão que o vemos passar, porque o nosso tempo ainda não passou. Mesmo agora aos 63 anos Dilma Rousseff ganhou a presidência de uma das maiores nações do mundo. Porque não admitiu que o seu tempo já tivesse passado.

Um beijo e coragem.
Mariazita disse…
Boa noite, Lú
Já vim cá, fiz-me tua seguidora, mas não deu para comentar.
É que tenho estado doente (e ainda não estou muito bem...) e por isso as minhas visitas estão bastante atrasadas. Aos poucos vou tentando retribuir as visitas recebidas.

O teu texto deixou-me um pouco confusa...
"quando estendes tuas mãos...para dar a mão a alguém... só para que ambos se amparem e não caiam no caminho...reparas que afinal... tudo não passou de um sonho."
Não posso concordar. Dar a mão a alguém é um gesto muito bonito, e que só engrandece quem o faz. Não tem que ser um sonho, pode e deve ser uma realidade.
Depois... o final é muito desencorajador.
O teu tempo já passou???
Precisas ver o Manoel de Oliveira (o realizador) a trabalhar com cem anos de idade feitos.

Desculpa, é a primeira vez que te visito; não tenho, talvez, o direito de ser tão...franca.

Podes dizer-me quem é o amigo comum? Será o Diamantino? Seja quem for, se é amigo é o que interessa.

Acerca do meu livro terei o maior prazer em enviar-to (quando o tiver...). Porque não apareces no lançamento? Barreiras (Cadaval, não é?) não é assim tão longe...

Espero que não fiques aborrecida com o meu comentário. Normalmente digo o que penso :(

Boa semana. Beijinhos
Olá, já passou sem duvida, mas os tempos que ainda não passaram farão valorizarmos com intensidade cada momento do tempo que vai passando!!!
E como diria Einstein, o tempo é relativo, não acha???
Abraço, Zé Maria

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe , filha

Mãe!!!
O teu dia vem ai
embora todos os dias,
seja o dia, dos teus dias...
para acariciar, sorrir , amar...
teus bebes....
Neles te revês e cuidas,
desde o acordar ao dormir,
neles , entregas teu dia...
sorriso bonito, emoldura teu rosto
quando se olham nos olhos,
quando teu marido abraça,
beija e brinca com os pedacinhos dos dois
ali, bem a tua frente...
esta um pedacinho de gente.
que dá luz , dá alegria, da força
para vencer  o dia a dia...
Mãe!
Palavra mágica,
que faz vencer, nos dá coragem
são só três letras
juntas com outra que igual tem
apenas 3 , Pai,
Dupla perfeita que faz regaço
num longo abraço
e já são 4 amores eternos
são pais e filhos
no coração, Mãe,
mulher guerreira, tem dentro dela
força e coragem
para dar alento, aos 3 amores....
são sua vida,
 Mãe
também tu és a vida deles
no amor ternura, forte e profundo
do Dady , nos bebes,
mãe também és filha
que duas mães, amam e querem
Mãe obrigado por seres quem ês LR

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…
Faz hoje exactamente 27 anos que te vi pela ultima vez.

Que ouvi a tua voz, ali na minha frente, recebi o ultimo abraço, o ultimo beijo, a vida pregou-me uma partida e tanto.
De vez em quando, contavas a historia do teu ajudante, historia que vindo de quem veio me deu verdadeiro ensinamentos, dizia ele (A vida é uma gaita, feliz daquele que a sabe tocar), acredita tal como outrora nunca aprendi a tocar, sempre deixei o coração ser meu guia, sempre...
27 anos, de saudade, busca, falta de tudo que recebia de ti, claro que não falo de sexo
Falo de cumplicidade, ternura, compreensão. Tudo isso acabou no dia que partiste.
Hoje sei que tu partiste, um dia haverá o reencontro, fiz teu luto, a vida seguiu em frente, com mais ou menos turbulência, os dias foram dando lugar a meses, anos.
Hoje sinto-me uma viva morta, viva como mãe, morta como mulher, esqueci que eu existia, esqueci que a vida ia continuar e nunca pensei, no que me dizias estar só e estar meio morto, hoje 27 anos d…