quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

sol lua

És a lua. O sol. 
Que ilumina a minha vida 
Meus dias têm mais sabor 
Só de imaginar, ter-te aqui neste local 
Receber o teu carinho, são estrelas 
Na minha noite sem luar 
Me fazem caminhar... 
Pela estrada da vida, ao teu abraço chegar... 
Perdera noção do tempo, 
Olhar o firmamento. 
Sentir teus braços, teus beijos. 
Me perder para me encontrar 
No desejo de mais beijos 
Carícias sem igual, tudo é certa 
E permitido... 
Quando se gosta com alma... 
É o teu corpo que fala... 
Pois amar é dom de Deus 
Poucos sabem valorizar 
Amar, inteiro, sem reservas... 
Fazer valer a vida 
É respeitar o lugar 
É fazer de ti o culto, porque viemos à Terra. LR

2 comentários:

Alfredo Rangel disse...

Com esta companhia, nem sol, nem luar fazem diferença...

Alfredo Rangel disse...

Tão bom dar carinhos. Igualmente bom recebê-los. Ainda mais vindos de ti. Sublime troca de afetos. Não são "palavras ao vento." Grato pela atenção.

Momentos

Há momentos em que a desilusão, a dor te aperta a garganta... Há momentos em que nada mais conta...na conta das gentes...há momentos em qu...