domingo, 1 de outubro de 2017

Retalhos de Mulher


Como todos sabemos desde criança, de uma maneira geral as histórias começam assim:
Era uma vez...
Aqui também vai ser assim era uma vez, alguém que dizia  precisar melhor o seu suporte financeiro, alguém de meia-idade, onde supostamente a maturidade  é  mais forte, ou deveria de ser...
Um dia chegou a novidade, consegui depois de muita luta, que alguém que me conhece a muitos anos, me arranje trabalho:- dizia ele aos amigos.
Todos vibraram com tal notícia, porque os que são amigos de verdade gostam de saber, que o amigo  concretiza um sonho.
Mas não era tão fácil como parecia.
E teria de deixar o local onde vivia, antes do dia do embarque.
Um outro amigo abriu as portas de sua casa,  para ele ficar, era para viajar num dia, só viajou dias mais tarde, sem problema outro amigo o foi levar ao aeroporto para embarcar, todos lhe desejaram sorte.
Vieram outros amigos, para estar uns dias com ele, coisa que poderia não ter sido feita nessa data, foi apenas para estar com ele.
Alguns diziam esta estranho.parece estar a querer fugir de alguém ou qualquer coisa, evita falar  do seu trabalho, houve até quem pensa-se aqui tem coisa.
Outro disse, não este nervoso, não deve ser fácil na sua idade dar este não conhece a língua ter de aprender, não vai ser fácil.
Ele possivelmente  bem dentro dele deveria estar a rir e a chamar trouxa a todos.
Porque não havia emprego nenhum.
Ele enganou todos os amigos, talvez por não saber o valor da amizade, convencido que é o maior, é realmente é o maior aldrabão, falso, e sei lá que mais quem não tem carácter tem sempre jogo de cintura para enganar tudo e todos, e.
Porque  alguém amigo lhe pagou a passagem, feito tonto...
Assim é a vida quando menos carácter, mais simples é maneira de se fazer de coitadinho.
Como atrás digo mentira tem perna curta,  quantos falsos amigos haverá por este mundo adiante?
Quantos não farão dos outros trampolins, para atingir os objectivos?
Temos de estar todos de olho vivo e pé ligeiro, pois surgem do nada, conversa mansa, boas atitudes, qual ave de rapina para depois pegar a sua preza

Nenhum comentário:

Momentos

Há momentos em que a desilusão, a dor te aperta a garganta... Há momentos em que nada mais conta...na conta das gentes...há momentos em qu...