Seguidores

domingo, 11 de dezembro de 2016

viagem


Noite grande, parecia que nunca mais se via a estrela da manhã. 
Deu para tudo, fazer, tudo reviver.é bom apesar de tudo poder reviver, como se a cabeça vira-se ecrã gigante e toda a nossa estrada, surgisse a nossa frente, andei no Mucozo, voltei a cacanda...estive na minha casa k 221, ouvi os tiros...vi as mangueiras, goiabeiras, os patos e os cães, que coisa boa, ainda que deitada na minha cama poder ir e voltar onde tudo era belo. onde vivi, aqui tudo é diferente, vem a nostalgia do que fomos a incerteza do que seremos. 
A vida em especial nas camadas meia-idade é muito ingrata, disso sim sinto medo não por mim claro, já ultrapassei essa idade a muito tempo, mas pelos nossos filhos, filhos de todas as mães que estão nessa faixa etária. 
 Essa camada de juventude que luta, contra a algo que não podem resolver sozinhos, que uns tem outros querem constituir família e a vida é tão adversa. 
Neste Natal, bom Deus toca no coração dos homens, dá-lhe bom senso, para que o trabalho possa ser digno, não falte para ninguém..LR

Nenhum comentário: