Seguidores

segunda-feira, 27 de junho de 2016

oh! minha terra......



Oh1 minha terra, onde eu nasci....
uma terra pequenina cheia de coisas que me prendem, fica mesmo no cimo da aldeia.
uma aldeia sita na zona oeste deste Portugal de encantos.
Terra simples, com a beleza da própria singeleza.
Onde como noutras grande parte dos habitantes, ainda são família, uns e sangue outros de coração.
Aqui nasci, cresci, até aos 3 anos, fui voltei, para ingressar na escola aos 7, neste ir e voltar foi nascendo em mim uma ternura imensa por tudo que era  da minha aldeia, aqui brincava aqui aprendi
a amar  a vida do campo,,,,,
Hoje pesar dos anos terem passado, continuo a amar ver as galinhas com os pintainhos, os patos em especial os pequeninos, coelhos enfim tudo que faz parte da vida de uma aldeia.
Infelizmente não tenho desses aminais, embora gosta-se muito.
Tenho sim 3 amigos queridos de 4 patas. São meus companheiros,o lost um cão laborador que andava abandonado e eu adotei, a ava uma cadela cruzamento de pastor Alemão com pastor Belga , doida como só ela , e de uma ternura avassaladora, por ultimo o lee um cão rafeiro pertença dos meus netos, também muito doido estes são os meus companheiros de todas as horas...
Nesta aldeia pequenina , como se costuma dizer no meio do nada, não tem de facto nada da civilização, mais elementar, como seja, farmácia, correios, multibanco, super  ou micro mercado, tem de facto alguma coisa que nos prende, que a faz amar.
Talvez pela beleza dos campos, o sossego do dia a dia, a amizade com algumas pessoas poucas que valem por muitas, será? não sei.
Só sei  amo este pedacinho de terra , aqui bem no meio da Zona Oeste, onde crescem a frente dos nossos olhos a boa pera rocha, tão famosa no mundo,onde se ouve os pássaros cantar numa sinfonia  inegualavel, à noite ver a estrelas no céu,coisas inacessíveis a quem mora numa cidade, ou pelo menos muito menos vissivel que para nós por aqui.
A beleza impar de um pôr do sol,  parece que houve um hábil pintor que quis matizar o firmanento das cores mais belas.
Esta é a minha terra, onde uma noite nasci, talvez por ter nascido tão próximo da meia noite, eu amo tanto ver a noite, sozinha, sentada na companhia doa meus companheiros de 4 patas, me leva para outros lugares, me faz recordar que amo e já seguiu a sua viagem, um dia talvez nos encontremos todos novamente.....por agora....vou-te amando terra minha....LR


Nenhum comentário: