Seguidores

segunda-feira, 27 de junho de 2016

oh! minha terra......



Oh1 minha terra, onde eu nasci....
uma terra pequenina cheia de coisas que me prendem, fica mesmo no cimo da aldeia.
uma aldeia sita na zona oeste deste Portugal de encantos.
Terra simples, com a beleza da própria singeleza.
Onde como noutras grande parte dos habitantes, ainda são família, uns e sangue outros de coração.
Aqui nasci, cresci, até aos 3 anos, fui voltei, para ingressar na escola aos 7, neste ir e voltar foi nascendo em mim uma ternura imensa por tudo que era  da minha aldeia, aqui brincava aqui aprendi
a amar  a vida do campo,,,,,
Hoje pesar dos anos terem passado, continuo a amar ver as galinhas com os pintainhos, os patos em especial os pequeninos, coelhos enfim tudo que faz parte da vida de uma aldeia.
Infelizmente não tenho desses aminais, embora gosta-se muito.
Tenho sim 3 amigos queridos de 4 patas. São meus companheiros,o lost um cão laborador que andava abandonado e eu adotei, a ava uma cadela cruzamento de pastor Alemão com pastor Belga , doida como só ela , e de uma ternura avassaladora, por ultimo o lee um cão rafeiro pertença dos meus netos, também muito doido estes são os meus companheiros de todas as horas...
Nesta aldeia pequenina , como se costuma dizer no meio do nada, não tem de facto nada da civilização, mais elementar, como seja, farmácia, correios, multibanco, super  ou micro mercado, tem de facto alguma coisa que nos prende, que a faz amar.
Talvez pela beleza dos campos, o sossego do dia a dia, a amizade com algumas pessoas poucas que valem por muitas, será? não sei.
Só sei  amo este pedacinho de terra , aqui bem no meio da Zona Oeste, onde crescem a frente dos nossos olhos a boa pera rocha, tão famosa no mundo,onde se ouve os pássaros cantar numa sinfonia  inegualavel, à noite ver a estrelas no céu,coisas inacessíveis a quem mora numa cidade, ou pelo menos muito menos vissivel que para nós por aqui.
A beleza impar de um pôr do sol,  parece que houve um hábil pintor que quis matizar o firmanento das cores mais belas.
Esta é a minha terra, onde uma noite nasci, talvez por ter nascido tão próximo da meia noite, eu amo tanto ver a noite, sozinha, sentada na companhia doa meus companheiros de 4 patas, me leva para outros lugares, me faz recordar que amo e já seguiu a sua viagem, um dia talvez nos encontremos todos novamente.....por agora....vou-te amando terra minha....LR


sexta-feira, 24 de junho de 2016

Meu cantinho


Nem sempre as coisas , são o que desejamos...umas vezes são melhores do que sonhamos...
Nasci num pedacinho de aldeia, que foi ninho de amor dos seres que me deram vida...
estava no fim da guerra, tudo era racionado, filas para isto e para aquilo.
Menos para o amor que os uniu.
Ela uma mulher doce, lutadora, costureira de profissão, ele homem rude trabalhador da terra.
sempre com vontade em ser mais , em querer outra profissão, partiram para Lisboa meu pai foi trabalhar nas obras, aprendeu  a ser estucador, profissão que usou até ser reformado.
Sempre pensou que não me apaixonaria, por esta terra ao ponto de deixar a grande cidade para vir viver, morar aqui, nunca me ensinaram a cuidar da terra, e quando o tentava fazer, até cuidar das flores, ele dizia este não é o teu mundo, eu faço....erro de muitos pais que de tanto amar seus filhos esquecem que tem de ser eles a decidirem, o que gostam ou querem da vida, hoje era muito útil para mim, pois adoro colocar a mão na terra....foi sempre com muito boa intenção que o fez.
Sempre houve um amor imenso pela nossa querida aldeia....
o nosso cantinho...
è uma aldeia que fica quase no meio do nada, como dirá muita gente, para mim é de facto no meio do nada, por não ter , nem farmácia, super mercado, correios e nem sequer posto médico, só que não a troco por nada,
Neste cantinho do mundo, que eu tanto amo, tenho paz, tenho amigas/os, posso ver o sol nascer, ou o acabar do dia, olhar o céu admirar as estrelas, reconhecer constelações...a natureza nunca ma canso de admirar.
Minha aldeia, minha terra, meu amor.
Pouco tem de significativo para muitos, eu não esqueço, a fonte antiga , a igreja, tendo por padroeira Nossa Senhora da Saúde, uns campos lindos que nos prende com a sua flora, em todo o lado encontras, flores lindas que me encantam....LR

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Nasceu uma estrelinha

Hoje "nasceu" o Verão, o dia esta lindo....
A alguns anos atrás nascia uma estrelinha, linda brilhante que iluminou a minha vida.
Um dia me chamou avó.....a minha estrelinha hoje brilha quase noutra galáxia tão inecessível é para mim.
È a vida. tem destas coisas. Que esteja bem e feliz, só isso me importa.
A minha estrelinha completa mais um aniversario, que seja de tranquilidade e muito sucesso.
Apesar de ausente não a amo menos, é minha neta, queira ou não queira é minha neta, vou ama-la ainda que a distancia, vou ama-la sempre.
Para ti estejas onde estiveres,, que a vida te sorria,  Eu amo-te .....sempre te vou amar, e recordar aquela bonequinha que corria e brincava pelo jardim, e nunca se cansava de ir brincar  na piscina com as bolas .
recordações que uma vezes me fazem sorrir outras nem tanto tal a falta que sinto de ti....LR

sexta-feira, 17 de junho de 2016

o tempo

As vezes o tempo não pára....outras mal se mexe.
Tudo depende da maneira com, encaro o que vivo e como vivo , cada segundo do meu dia.
Aqui sem me apetecer sair da minha zona de conforto.
Tem momentos que fecho os os olhos e ai viajo.
A vida volta a sorrir,tudo tem outra beleza, outras nada importa, o que mais quero é estar quieta,
sem ver nem ouvir nada, fico sozinha comigo mesma. Por mais disparatado que posso parecer muitas
vezes é deveras gratificante, mergulho num mundo só meu, meu mundo de silencio...
nesse cantinho que tanto amo , só tu e eu tem acesso, ai vou viajar pelas savanas, ouvir  os pássaros cantar, ou até ver os sengues no seu banho de sol ao fim da tarde,revejo-vos ainda pequeninos a correr pela relva do jardim da nossa casa...O dick e a pantera....enfim tanta coisa que me faz sonhar....
Agora como eu gostava de voltar a subir às cubas, medir a densidade do vinho, ou ir ao alambique encher um copo de sumo e beber, coisas tão simples....
me enchem a alma, confortam meus dias, me fazem reviver....
Quando se esta sozinha connosco mesmos, tudo fica diferente, tem um encanto diferente, nem melhor nem pior, diferente apenas...LR

sábado, 4 de junho de 2016

Amo-vos


As rosas do meu pai, teimam e resistem ao tempo, que bom olhar, sonhar, imagina-lo ali cuidado das suas flores.
Saudades de vós, os dois fazem tanta falta aqui...
Meu coração esta convosco , amo-vos Mãe e Pai, dois pilares em minha vida, vida não perfeita, faço o melhor que posso e sei. Aqui na solidão deste espaço tenho aprendido a viver comigo mesma, tal como tu Mãe tento seguir tuas pegadas, te amo.
Nem sempre é fácil, muito pelo contrario. È gratificante poder acabar o dia, saber que fiz tudo sem nunca ter de baixar os olhos.
Obrigada por serem os pais que foram nem sempre justos, a vida não é justa, como poderia pedir que o fossem.
Quem sabe um dia , teus netos dirão que também não foi justa em algum momento, só que se isso aconteceu foi com a melhor das intenções sempre a querer velar pela sua felicidade...
Estejam onde estiverem sintam o nosso amor eterno.Amo-vos.LR