Seguidores

domingo, 3 de abril de 2016

falar de amor

 Haveria tanto para dizer, tanto.... ai se havia, ou será que há?
Francamente não sei.
Deixo o coração falar mais uma vez para falar de amor, aquele amor que faz girar o mundo.....
sem amor , ninguém vive, quando muito sobrevivi, amor, as plantas, animais, ao sol e a lua,
a ti que me fizeste tua...Tenho saudades tuas....
Aquela praia morena, de areias suaves , águas transparentes onde ao raiar do dia, eu ia dar umas braçadas, buscar forças para o dia que ai vinha...
amor ao meu trabalho, que tanto podia ser atrás do microfone... numa reportagem de rua.... ou numa panela na cozinha...amo tudo o que fiz, e tudo guardo com o mesmo amor, foram faces de uma vida que foi minha, é a minha estrada....
amor, as cubas onde o vinho fermentava, lá em cima, sobre 1000 litros ,daquele liquido borbulhante tudo tinha uma amplitude diferente....aquele cheiro agridoce do abacaxi, muitas vezes fecho os olhos e ainda imagino sentir os cheiros daquela terra amada, Angola.
amor a tudo e a todos, muitas vezes não deixa de ser amor,
quando te chamo a razão, aqui dos meus 68 quase 69 anos, a vida tem uma amplitude diferente
tem calma, um dia perceberas, não tenhas pressa, vive o hoje, amanhã quando ele chegar, recebe com alegria, é mais um dia ,  vives, renasces é a vida. Para o amor, ama nunca te esqueças de amar, faz desse amor o teu baluarte e tudo se torna mais fácil, tu vives mais feliz.
Os reveses são mais suaves  as tuas lutas, tomam outro cariz , é mais fácil se o teu sorriso o teu carinho , o teu amor viverem  dentro de ti. LR

Nenhum comentário: