Seguidores

terça-feira, 5 de maio de 2015

Lagoa, mar e eu

Houve tempo em que acreditei em alguém como se um Deus qualquer fosse...
Houve tempos em que a dor ,me fez crescer( pensava eu) e ultrapassar tudo.
 Em que ficaria óptima até debaixo da ponte para poder estar com esse alguém.
Hoje ainda daria possivelmente alguma coisa para a ter comigo...ou nem sequer iria querer...sinceramente não sei...
 por um lado é o meu anjo da guarda para me valer nos momentos difíceis ....
me destrui emocionalmente.
E entre emoção e o resto eu não sei o que pensar o que fazer.
Estou-lhe muito grata pela ajuda tanto que nunca terei palavras para agradecer, mas por outro lado...por outro lado,não sei lidar ainda com o ver que tudo não passou de uma brincadeira para a outra pessoa,
foi o brinquedo, o passa tempo,e isso dói muito dentro de mim.
 Mas apesar dos pesares não sei como tirar da cabeça , do coração...mas vou conseguir.
 Dizem que o antídoto para a mordica de uma cobra se cura com o veneno de outra, pois bem vou fazer isso mais dia menos dia, não sei.
Se fizer vou sem pressa,...
nunca mais ninguém me vai fazer, sofrer porque eu não vou deixar,
Resta esta doce lembrança a minha amada Lagoa,o mar e eu
 .Agora, neste momento quero olhar a vida, e viver sem pressa,
sair de mim para andar pelos campos,
Correr no areal sentir a caricias das tuas aguas,olhar para ti
sentir que tu amiga silenciosa e terna estas sempre aqui
esperando quem te ama...
LR

Nenhum comentário: