Seguidores

domingo, 26 de outubro de 2014

Vento....

É no vento das palavras que me encontro, dou asas aos dedos e deixo voar sentir no teclado, o que vai na minha alma.
Falando contigo amigo sem voz, andamos  os dois , no vento a deriva, pois que a vida tem o seu encanto, não quero tirar nada que a meu ver eu deixe de ser aquilo que sou...
Sou aguia que voa no espaço serena, sou coisa pequena ,com muito valor..naquilo que sinto, que amo e me dou..
Sou  admiradora nata, deste mar de prata, onde o sol se espelha.. me perco...me encontro ao ver afinal que coisa tão bela..
Sou eu afinal.!? 
Quando ando por ai pelos campos, vejo as flores que a mãe natureza fez criar ai...tão fofas e belas
Paro escuto o cantar das rãs no seu cachoar, os pássaros alegres no seu chilrear...
o Ribeiro cantando vai passando em frente.. contorna obstáculos, sem nunca  falar....
dá para pensar, aprender também, pois não somos ninguém para sentir magoa de coisas banais
quando temos aqui mesmo ao lado a natureza pura, um pouco agreste, e ao mesmo tempo tão genuína
Fico a meditar, aprendendo a ver, com olhos que sabem dar real valor as coisas mais simples, no teu sorriso, eu encontro a fé o carinho a doce magia que me faz viver...
Olho os raios de sol, quando o dia nasce, olho ao meu redor que belo é viver, no mais doce querer , ver a natureza assim tão vibrante...recordo...
Família é o ninho de paz e ternura, onde cada dia ...me soa a presente que Deus guardou para me fazer feliz...LR

 

Nenhum comentário: