Pular para o conteúdo principal

Aproxima-se o tempo de festa



Tão bom recordar os tempos  de outrora....
No tempo sem tempo onde tudo era belo,
alguns meses antes, vai-se construindo a noite mais bela,
que o ano tinha.
Era a compra dos presentes...
imaginando a vossa alegria
para os ver correr, rir , brincar..
era o pai Natal, que vinha visitar
trazendo os pedidos, feitos com a ingenuidade,
como só as crianças a sabem fazer.
Para os adultos, o Natal era tudo isto e muito mais...
cada presente era a festa, a emoção , tentando imaginar
o que cada um  iria doa amigos e familiares sentiriam ao receber...
o que as crianças queriam para os fazer sonhar...
Era a magia ...a carta ao pai Natal, que cada um queria escrever
já nos ajudava a conhecer os sonhos...ai estavam os desejos
mais secretos.
Nesse tempo, era a fantasia serena que nos movia.
Enfeitar a casa, a arvore de Natal, compor o presépio
enfim era maravilhosa toda aquela envolvência
nos fazia sonhar....movimentar desde o primeiro ao ultimo
momento de abrir....
Era uma alegria tão genuina,  tão agradável  , sentir em pleno
o sentimento da palavra família.
Enfeitar a arvore, fazer o presépio, momentos mágicos vividos
de  emoção e carinho, em que os abraço estreitavam  os laços...
Na mesa os pratos da época, do tempo da aldeia..
O peru, bacalhau com todos, com as couves da horta do avó
filhós ou velhózes, feitos a lareira pela minha avó
lampreia, pão de ló. arroz doce e rabanadas.
No meu tempo de menina meu avó matava um porco, havia ainda
toda aquela envolvência, as febras na brasa, era trabalho dos homens
eles preparavam tudo.
As mulheres tratavam de todo o resto. Era a noite mais longa e desejada do ano.
Tudo era feito com muito amor, só quem ama o sabe fazer.
A missa do galo, lá na igrejinha da aldeia.
Os risos das crianças enchiam a noite, todos se abraçavam, a desejar festas felizes
bom ano que já ai vem.
Era alegria na expressão mais bela, pois a simplicidade dum gesto tão sincero tornava tudo
ainda mais belo.
Hoje os anos passaram, as crianças de outro hoje já são avós e pais como nós, o ciclo da vida se cumpre afinal...
Tudo tem seu tempo certo, Nascer, viver , partir....Agora aqui é quase tempo de partir LR

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bom dia Amigos!!!!!!

Pois é hoje estou de volta. Estou melhor, meu filho e minha nora foram os meus enfermeiros de serviço,  a eles devo esta recuperação tão acentuada e gostoso.  Obrigada filhotes eu vos amo, e agradeço todo o cuidado que me dispensaram. Mas também minha alma esta mais leve, mais feliz sinto-me com uma fenix, se deve ter sentido ao renascer das cinzas, em conjunto com alguém que me é muito querido e especial, ( nada de pensamentos  atrevidos ) andamos a arrumar as nossas gavetas interiores, a nossa cabeça, e foi óptimo. Deu-me alento e força para mudar umas quantas coisinhas mal resolvidas na minha cabeça. Apesar de ter faltado a escola, fartei-me de estudar, e de recolher informação. Terça-feira já lá vou se Deus quiser. Vou dar a volta, andar um bocadinho só me faz bem, vou fazer uma volta mais pequena que a tua, mas vou andar cerca de 1hora depois venho tomar uma grande banhoca e seguir o resto do dia, se não viesse aqui falar um pouco com os meus amigos /as não ficava bem , ama-vos a todos…

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…

uma verdade grande