Seguidores

sábado, 27 de setembro de 2014

Aproxima-se o tempo de festa



Tão bom recordar os tempos  de outrora....
No tempo sem tempo onde tudo era belo,
alguns meses antes, vai-se construindo a noite mais bela,
que o ano tinha.
Era a compra dos presentes...
imaginando a vossa alegria
para os ver correr, rir , brincar..
era o pai Natal, que vinha visitar
trazendo os pedidos, feitos com a ingenuidade,
como só as crianças a sabem fazer.
Para os adultos, o Natal era tudo isto e muito mais...
cada presente era a festa, a emoção , tentando imaginar
o que cada um  iria doa amigos e familiares sentiriam ao receber...
o que as crianças queriam para os fazer sonhar...
Era a magia ...a carta ao pai Natal, que cada um queria escrever
já nos ajudava a conhecer os sonhos...ai estavam os desejos
mais secretos.
Nesse tempo, era a fantasia serena que nos movia.
Enfeitar a casa, a arvore de Natal, compor o presépio
enfim era maravilhosa toda aquela envolvência
nos fazia sonhar....movimentar desde o primeiro ao ultimo
momento de abrir....
Era uma alegria tão genuina,  tão agradável  , sentir em pleno
o sentimento da palavra família.
Enfeitar a arvore, fazer o presépio, momentos mágicos vividos
de  emoção e carinho, em que os abraço estreitavam  os laços...
Na mesa os pratos da época, do tempo da aldeia..
O peru, bacalhau com todos, com as couves da horta do avó
filhós ou velhózes, feitos a lareira pela minha avó
lampreia, pão de ló. arroz doce e rabanadas.
No meu tempo de menina meu avó matava um porco, havia ainda
toda aquela envolvência, as febras na brasa, era trabalho dos homens
eles preparavam tudo.
As mulheres tratavam de todo o resto. Era a noite mais longa e desejada do ano.
Tudo era feito com muito amor, só quem ama o sabe fazer.
A missa do galo, lá na igrejinha da aldeia.
Os risos das crianças enchiam a noite, todos se abraçavam, a desejar festas felizes
bom ano que já ai vem.
Era alegria na expressão mais bela, pois a simplicidade dum gesto tão sincero tornava tudo
ainda mais belo.
Hoje os anos passaram, as crianças de outro hoje já são avós e pais como nós, o ciclo da vida se cumpre afinal...
Tudo tem seu tempo certo, Nascer, viver , partir....Agora aqui é quase tempo de partir LR

 

sábado, 20 de setembro de 2014

Esconder...

Antes, depois , agora...três tempos
que a um tempo tudo muda.
Embora não compreendendo o porquê de tanta coisa,
que se passa a minha volta, e verdadeiro desatino
querer ver , o que me escondem... que se calam  que não dizem....
Há coisas que são sentidas, mesmo sem as compreender...
embora não saiba  dizer... sentimos dentro de nós.....
Não querem preocupar? engano ...
Pois assim tudo fica muito mais difícil de gerir....
é completamente um tiro no escuro, pensas ...imaginas...
a duvida não te saí do pensamento, nada pior que a duvida...
pode ser muito assustador alguma coisa, se souberes...
com o que contas podes, saber lidar com isso,
podes encarar , pode até doer, que importa se dentro de ti
s coisas se vão harmonizando?....
Assim, já não é  a mesma coisa...
Sempre tento combater o medo, sempre tento
olhar com olhos de ver, quando algo me diz alguma coisa,
Nem sempre é fácil, em especial , se toca em quem eu amo...
No dia a dia de hoje, existe tantos medos, por mais que tente
eles não me largam...
Medo que sofras, percas o teu emprego, que te falte o pão na mesa,
tanta coisa...Por outro lado tenho a fé, a esperança, a confiança,
voltamos a velha historia, dos lobos que todos temos dentro de nós....
vence quem nós alimentamos, eu quero alimentar, o lado bom da vida
de mim , de ti....
esconder para mim , não é o melhor pois minha imaginação não pára
quero trocar,  a ruguinha da testa  de preocupação pelo sorriso aberto
da confiança , da paz....LR

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

o antes e o agora

A emoção da vida, das coisas que vivemos, muitas vezes é maior que o próprio mundo.
 Na solidão,nesta solidão que me arrasta, como folha se fosse seca levada pelo vento.
Nesta vida que temos de carregar , como se fosse um fardo pesado...Um fardo que nasceu connosco, que nos acompanha ssempre. Muitas vezes imaginamos a vida, tão diferente, com tão pouco mas que é tanto, lógico não falo de bens materiais, nunca foi apegada neles, para mim o meu cantinho poderia ser até debaixo da ponte, mas ser o meu , o nosso cantinho.
 Meu mundo acabou. Meus sonhos querem deixar-me... Olho a janela, e hoje nem a minha serra me anima, hoje só esteve vazio, este estar só, este querer viver morrendo aos poucos...Hoje a solidão voltou a querer tomar conta do que sou e do que sinto. Sou um pouco este cachorro , que alguém acarinhou e depois jogou no lixo.


era este o meu estado de espirito em 2010


Hoje passados  4 anos, a vida me mostrou que não é bem assim, eu estava errada quando me vitimizava, quando me julgava infeliz, hoje , tenho o que tenho, pouco ou nada mais em bens matérias, só tenho uma maneira diferente de ver o meu mundo,  e agradeço a Deus  por me ter dado a chance de aprender a ver o que sou e quem sou, dentro de mim. Tenho  uma família que amo, saúde o quanto baste para a minha estrada, na vida...tenho sempre a possibilidade de aprender que a alegria , o bem querer , esta na nossa maneira de olhar e ver a nossa volta. LR

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Quase Natal





O tempo passa a correr, quase sem ser dar por conta,
mais um ano que vai chegar ao fim, não tarda muito,
já estamos em contagem decrescente,
O natal esta quase ai...Natal em tempos a minha data preferida...
era a data em que já andava a idealizar...
que fazer? com que coisas as crianças mais iriam vibrar?
Não era o dia em si, era o sonho , o fazer, o esperar...
para ver o vosso sorriso, a vossa alegria..
a casa enfeitada, pO tempo passa a correr, quase sem ser dar por conta,
mais um ano que vai chegar ao fim, não tarda muito,
já estamos em contagem decrescente,
O natal esta quase ai...Natal em tempos a minha data preferida...
era a data em que já andava a idealizar...
que fazer? com que coisas as crianças mais iriam vibrar?
Não era o dia em si, era o sonho , o fazer, o esperar...
para ver o vosso sorriso, a vossa alegria..
a casa enfeitada, preparar a consoada...
que bom era o meu Natal ,  eu não sabia...
como era bom...
Ainda agora gosto de fazer os sonhos durante
o serão, tal como em casa dos meus avós...
Só que infelizmente, já não o posso fazer
a juventude , tem outras ideias, outros gostos,
agora são eles o comandante do meu barco
o que mais quero, é que tudo esteja bem ....
o resto?...é apenas isso resto....
Hoje tal como a canção , vou tocando em frente
e que bela e realista   ela é...amo este texto.
Para mim o melhor do Natal, não é no momento
é a preparação, o imaginar , o sorriso dos filhos e netos
Hoje vivo por eles e para eles...LR



 

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Vida




Há  momentos que perduram ficam marcados na alma....
sem perceber bem porquê foram únicos...
não votarei a viver... foram doces ...
sem ter mel...parecem de chantilly...
vivem comigo...sozinhos vêm  fazer companhia
em momentos de tristeza,
trazem eles a beleza , que vivem dentro de mim...
Hoje chove... parece que o outono esta a dizer :-
Estou aqui, ele em sua beleza...
veste-se de ouro a natureza...caem folhas...
que renovam a beleza desta vida...
eu gosto de ver Outono...mais triste
não menos belo....
Tudo tem o seu encanto seja em que estação for...
assim a vida das gentes, se processa assim então..
numa temos juventude, noutra o conhecimento
da vida que vamos  tendo.
Há a idade do condor..rsrs não deixa de ter beleza.
doí aqui, doí acolá tudo se passa ...
A vida tem pois mais graça
vamos sorrir para a vida, ela te dá um sorriso
que é tudo que precisas , a vida tem seu valor....LR
 

Momentos

Há coisas pequenas, que não valorizas....
eles  que marcam a vida...
te dão alegria ao fechar os olhos...
revés os MOMENTOS ....revés tua vida......
Andar por ai, olhar o céu e o mar...
ou talvez quem sabe...
O campo as arvores deslumbram teu ser
juntos das PAISAGENS
´É tão bom viver....
A vida sem FLORES
que coisa sem graça,
olhar e ver com olhos de amor
que cada flor, te traz um sorriso...
te leva a algum lugar
Ando a viajar por dentro de mim
e tu por ai?
faz tão bem , recordar a vida....
viver outra vez.... RECORDAÇÔES
são diamantes de muito valor
nada há quem apague....LR



 

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

AVA


Ufa! hoje o dia parece prometer...
Já vejo o sol que ainda vai nascer,
aqui no quarto da minha dona esta confortável, sou a amiga , embora tenha 4 patas ela me ama.
É tão bom ser amada assim...
Sabes eu antes era muito marota, agora não, já sou uma Senhora crescida, já não me apetece  brincar com os sapatos, que ela mais gostava, e claro, de um fazia dois, a dona fica furiosa, ralhava  as vezes me castigava, coisa que eu não compreendia muito bem, pois só queria brincar.
Como não tenho mãos , e sim patas, tenho de brincar com a boca... porque não havia ela de comprar sapatos á prova de dentadas?
No  quintal corria e saltava, havia lá outra brincadeira gira, que também fazia a minha dona ficar com os cabelos em pé. A roupa a secar, ai as coisas complicavam-se, ela  me castigava, deixando-me acorrentada, junto de  uma casa que ela dizia ser minha, colocava lá agua fresquinha,  a minha comida, e ai ficava enquanto a roupa secava, era um aborrecimento...
Sabem eu achava tão giro, fazer dos lenções tiras , com o vento tudo balouçava, era mesmo giro, ela não pensava assim, que pena....
Ainda agora que estou quase a fazer 3 anos, tenho coisas que gosto muito, do meminho dos meus donos,  das brincadeiras, quando me escovam o pelo, eu adoro.
Sou alta e esbelta, pois meu pai é um cão cheio de raça  e pedigree, um pastor alemão, minha mãe é uma pastora Belga, talvez por isso eu seja tão crescida, e claro muito alta, tenho a cor dos pastores belgas, assim clarinha, e o temperamento dos dois, sou travessa mas muito meiga e dócil, para os de cá de casa, amo crianças.
Não gosto nada que passem junto aqui de casa, ai entro em desatino e faço um barulho incrível, não vá  alguém se lembrar de entrar sem ordem da dona.
Agora sabem , vou lá fora fazer o que ´preciso fazer, depois venho aqui para casa novamente, só fico no meu castigo, que a dona diz ser a minha casa, quando a dona precisa de ter a porta aberta pois, gosto de dar passeios sozinha, e mal encontro a porta aberta aí vou eu, dar a minha volta, ela tem medo que eu me perca ou alguém me leve, sabem já uma vez foi parar a Lisboa, e queriam dar-me novos donos, ainda não percebi para que me levaram daqui, pois eu teria voltado, o que me valeu foi essa coisa que a dona gosta face, minha dona coloco fotos minhas e lá me encontraram, meu dono foi logo lá buscar a princesa da casa. Eu claro. AVA

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Viagem....

  Vou viajar, fecho os olhos.
 Calo-me- fico assim, em silêncio...
a viagem começa....
vou ao fundo....lá ao longe...
meu olhar pára...vejo-me em momentos tais.
Meu coração parece perguntar-me-Queres viver de novo?
sim quero.
 Quero tudo o que vivi sem valorizar,
sem perceber, o quanto era importante...
Quero voltar aos lugares, reviver acácias...
sentir o aroma ao peixe a secar...
Quero voltar a lagoa azul, ver o peixe pescar...
Quero, a todos abraçar...
sem nada dizer, apenas sentir...
ir a minha casa, ver meus cães correr
O dick a pantera, o nico...
que bom que era tê-los aqui , bem junto de mim...
amigos sinceros, de 4 patas sim, nem por isso
deixam de ser meus amigos...
a minha vigem, me traz recordações...
ai Benguela minha amada Benguela,
terra como ela , não posso esquecer...
Os olhos não deixam, continuar aqui
a falar de ti , saudades são tantas
minha terra morena, de acácias vermelhas.
Tua praia me faz reviver,
os banhos, a sombra feita dos coqueiros,
tuas aguas cálidas, azul transparente..
cálidas a viajar ao fundo de mim...
kaota , kaotinha, que saudades tenho...
não vos esqueço são pedaços de mim
que trago até, nesta vigem por dentro de mim...LR
 

terça-feira, 9 de setembro de 2014

vai

Há dias em que o tempo voa, outros em que o tempo não passa,
sei que vai doer... venha essa dor...
venha a calma a paz, este ter sem nada ter incomoda,
aprendi a lição, digo eu agora, sinto e penso assim...
digo não irei mudar...certeza não tenho,
desilusão esta sempre lactente....
quero ser eu apenas.... que importa o resto?
se nunca vem a verdade, na verdade das coisas
tudo vem camuflado, tudo se  tenta esconder...
para quê ser assim?~
todo o mundo sabe, que o esconde,  esconde
não leva a lugar nenhum...
Talvez por tudo isto, te quero longe daqui...
quero que  váz  para onde deves de estar
junto da mulher que faz teu coração bater....
teus sonhos tomarem forma...vai amigo...vai
lá é o teu lugar....
Lá tens quem tu pensas que é a companhia ideal
vai amigo, vai ....depressa ontem já era tarde...
estas a perder tempo que é precioso neste patamar da vida
todos os minutos contam...
vai... o amor te espera...LR


 

domingo, 7 de setembro de 2014

Estrada da vida..

Somos caminhantes na estrada do vida...
vamos andando tentando aprender que para viver
há que saber ser com verdade e querer
andar a diante, de tricas, e ditos,
saber ficar morta, para não sentir ofensas
saber valorizar aquilo que eu tenho
saber compreender coisas , que não gosto
pessoas que pensei, puder considerar
amigos sem fim...
saber dizer Não , no momento certo,
esquecer, a mala da vida de alguns,
pois não tens , de dar a  mão
ajudar para não cair, quem mente...
quem não soube ver, que o seu umbigo
em nada nos afecta...
já vai faltar pouco para haver a mudança,
mudança, de estar....  mudança de sentir...
já nada conquista...nada.....
a vida é uma estrada, com curvas , com voltas..
não queres voltar a encontrar...
carregar a mala da vida de alguém...
a tua já chega...
já disse-te uma vez... tomara que encontres
quem te dê a mão, caminhe contigo...
na estrada da vida...da vida que é tua... LR

 

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Palavras

Palavras que nem sei expressar...
ficaram coladas cá dentro de mim,
tão certo o ditado, quando se fecha uma porta
se abre uma janela....
pois é...assim é a vida
que se vai cruzando com a tua
com a minha, a vida afinal
é  o bem e  o mal que fizemos dela
sem nos dar  conta...
a vida quase passou, tocou ao de leve
bem dentro de nós...
fechamos a porta sem ver que ali....
ao virar da esquina a vida nos espera...
tal nuvem  que envolve todo o teu sentir
foi tão bom ouvir a vida a falar...
a mostrar  quando queres viver
tens de aprender, a olhar e ver...
ninguém é igual, quem sabe afinal
foi esse o motivo que a vida , o bem
ou talvez nem tanto....
a vida é assim...
não vamos esquecer, que o melhor
que temos...
se chama viver....LR