Pular para o conteúdo principal

Vazia



Queria escrever, estou vazia..vou deixar meus dedos, brincarem de lá para cá, deixando aqui o que meu pensamento não quer coordenar ....de  cá para lá,   ao sabor da vida,que tenho pela frente?!...
 Um dia cinzento,de cacimba forte, faz lembrar aquela chuvinha gostosa..que  refresca, dando cheirinho a terra molhada, (que nos leva até à minha amada Angola....) não é por ai que o dia vai ser.menos bom....
Meus filhos estão bem, segundo parece....cada um tocando sua vida, tentando levar seu barco a bom porto.... (Tenho  tanto orgulho nos meus filhos ).
Claro todos temos alguma coisa, que gostaria que fosse diferente...sem no entanto deixar de aperceber temos muito a agradecer a vida....
Saúde há quanto baste...embora estando eu. na idade do condor....é natural...porquê a idade do condor?!
Pois que ao acordar doí sempre aqui ou ali....logo é a idade do condor....nada de especial felizmente.
Nada que depois de um bendito medicamento não se ultrapasse... é assim a vida...
Eles tem trabalho, as suas casas... eu aqui na minha , com o meu "irmão " emprestado, cá vamos vivendo...
Que mais posso pedir a vida no meio de tanta desgraça que  assola por ai o mundo?
Nada...Só agradecer, pois tenho de reconhecer que tenho tudo para ser feliz, me sentir feliz....
Claro sinto falta de ter um companheiro um amor, para dividir sonhos e tristezas, alegrias também...não tenho azar? ou sorte que sei eu....
Não me lamento apenas vivo.....No meio desta natureza linda quem pode se sentir infeliz?!
Não tenho  a grande cidade, grandes coisas lindas, como surpificies comerciais , que algumas vezes me deixariam triste por não poder ir e comprar alguma coisa, pois não teria verba para o fazer...aqui tenho os campos para passear sem gastar nada, ver a natureza que sempre me surpreende...LR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe , filha

Mãe!!!
O teu dia vem ai
embora todos os dias,
seja o dia, dos teus dias...
para acariciar, sorrir , amar...
teus bebes....
Neles te revês e cuidas,
desde o acordar ao dormir,
neles , entregas teu dia...
sorriso bonito, emoldura teu rosto
quando se olham nos olhos,
quando teu marido abraça,
beija e brinca com os pedacinhos dos dois
ali, bem a tua frente...
esta um pedacinho de gente.
que dá luz , dá alegria, da força
para vencer  o dia a dia...
Mãe!
Palavra mágica,
que faz vencer, nos dá coragem
são só três letras
juntas com outra que igual tem
apenas 3 , Pai,
Dupla perfeita que faz regaço
num longo abraço
e já são 4 amores eternos
são pais e filhos
no coração, Mãe,
mulher guerreira, tem dentro dela
força e coragem
para dar alento, aos 3 amores....
são sua vida,
 Mãe
também tu és a vida deles
no amor ternura, forte e profundo
do Dady , nos bebes,
mãe também és filha
que duas mães, amam e querem
Mãe obrigado por seres quem ês LR

O tempo

O Tempo vai passando....
leva e traz pedacinhos, momentos vividos em algum lugar.
coisas que ficaram gravadas na mente , no coração de quem viveu...vive e sente....
Assim de repente, o mundo se agita, tudo toma cor.
Só porque encontramos pedaços, escritos, tlvez vividos, por alguém a quem nunca deixamos de amar.
A vida é assim.
Algures noutra galaxia, tal a imensidão da distancia que vamos ficando uns dos outros...um do outro.
Agora , ao entrar no teu tempo, recordo o meu tempo....o nosso tempo.
Tão curto e tão belo...para quem o sentiu, será sempre enexquecivel.
Pois quando se ama é para toda a vida.LR

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…