Pular para o conteúdo principal

historia

As historias, modo geral começam, assim....
Era uma vez....esta também assim começa...
uma jovem mulher, desaprendeu amar, esqueceu tudo, a vida levo-a por trilhos onde o amor era palavra vã, todo o seu tempo, era para se esquecer dela.
Era uma mulher como tantas outras, só diferente na vontade forte de querer dar aos outros tudo que não tinha, em querer poder olhar todos de frente, olhos nos olhos...
Tinha uns olhos tristes, sempre com uma sombra a toldar aquele olhar, onde se lia, um caracter forte, com força difícil de imaginar, debaixo daquele sorriso  sincero, nem sempre  fácil de aflorar aos lábios...
Sua vida se resumia, de casa trabalho. trabalho casa.
Seus amigos eram colegas de trabalho; nunca pode ser dada a amizades pois sempre foi proibida de as fazer.
Uma família humilde, um pai que não admitia amigas.
Dizia ele as amigos/as são facas de dois gumes, podes ser muito benefícas com podem destruir uma pessoa que esteja menos atenta, não quero que corras riscos. estas em casa, estas bem...
dizia ele vezes sem conta.
Os anos foram passando, a menina cresceu, virou mulher, como o que o berço dá a tumba o leva, nunca se habituou , a ser expansiva...
Casou, com um homem o oposto dela, mas nem assim, deixou de ser ela mesma, ria, brincava, sempre se sentindo , sozinha.
 Ele, um homem habituado a conviver...  com um circulo de amigos, que a fazia compreender, tão vazia tinha sido a sua vida.   
Mas ela tinha também outra maneira de ver o que se passava a sua volta, não queria ver as atitudes dele que embora escondesse , ela sabia que ele a traia, com todas que lhe dessem um pouco de atenção, não sabia ser fiel a mulher que tinha em casa ....
aos poucos foram-se afastando, emocionalmente, e daquele casamento apenas restou a fachada .
fachada que ia corroendo aos poucos tudo que de bom havia entre eles, chegou ao ponto de nada restar, além dos filhos que ambos queriam preservar.
Ela sempre fez a seu dever, ou o que considerava  ser esse o dever de uma esposa, não a nível sexual,  mas humano.
O juramento da hora do casamento foi cumprido, na integra, sendo ela a força o braço, na hora do aperto, em questão de saúde, sempre o acompanhou, sempre lhe deu tudo , para minorizar o seu sofrimento.
O tempo foi passando, hoje pouco mais resta, além deste sentimento que enche seu peito.
Dois homens que marcaram a vida desta mulher, o pai que de tanto a querer proteger a aniquilou no seu ser mais emocional, e o marido com suas traições, seu amor esquisito de entender.
A vida por vezes é demasiado complicada, gostamos e afastamos quem gostamos, magoamos quem não queremos magoar....assim é a vida de muitas pessoas, esquecidas de amar....
conheço algumas.....LR














Comentários

EU disse…
Lembro-me de visitar este blogue, por vezes; lia sempre vários textos; pensava que já não existia; cliquei; surpresa; está ativo...
Li com muito interesse. Posso subscrever esta história, LR. Toca mas lamento que se votem vidas a esta infelicidade. Sim, há muitas...Demasiadas...

Um bjo

Postagens mais visitadas deste blog

Bom dia Amigos!!!!!!

Pois é hoje estou de volta. Estou melhor, meu filho e minha nora foram os meus enfermeiros de serviço,  a eles devo esta recuperação tão acentuada e gostoso.  Obrigada filhotes eu vos amo, e agradeço todo o cuidado que me dispensaram. Mas também minha alma esta mais leve, mais feliz sinto-me com uma fenix, se deve ter sentido ao renascer das cinzas, em conjunto com alguém que me é muito querido e especial, ( nada de pensamentos  atrevidos ) andamos a arrumar as nossas gavetas interiores, a nossa cabeça, e foi óptimo. Deu-me alento e força para mudar umas quantas coisinhas mal resolvidas na minha cabeça. Apesar de ter faltado a escola, fartei-me de estudar, e de recolher informação. Terça-feira já lá vou se Deus quiser. Vou dar a volta, andar um bocadinho só me faz bem, vou fazer uma volta mais pequena que a tua, mas vou andar cerca de 1hora depois venho tomar uma grande banhoca e seguir o resto do dia, se não viesse aqui falar um pouco com os meus amigos /as não ficava bem , ama-vos a todos…

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…
Eu falhei...
Ás vezes como filha, como namorada, como esposa, como amiga.
Nem sempre digo as coisas certas. 
Não sou a mulher mais bonita do mundo, mas Sou Eu. 
Adoro comida... Tenho barriga e celulite. Tenho cicatrizes, porque tenho uma história. Algumas pessoas me amam, outras gostam de mim, outras não. 
Fiz coisas boas, fiz coisas ruins. Me arrependi, às vezes não.
Saio sem maquiagem e às vezes nem arrumo o cabelo.
Não pretendo ser alguém que não sou.
Eu sou quem sou, podes amar-me ou não.
E se te amo, faço com todo o meu coração! Não me desculpo por ser eu!
Afinal, detesto pessoas hipócritas.
Mulheres, peço que Copiem e Coloquem isto no seu mural com a sua foto e a compartilhem se se sentirem Orgulhosas de Serem Quem São!
SOU EXATAMENTE ASSIM 😘❤️