Seguidores

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

emoções do 25 de Abril

A noite foi calma, com muito acordar tudo veio a memoria, minha cabeça qual ecrã gigante, mostrava , e logo levava, um pouco de tudo que tem sido a estrada da minha vida....
As amizades , amigos é ter Deus por perto, amigo de verdade, é algo que não se vende  nem se compra, vem é ou não é, simples assim..
Amigos/as as que tive as que deixei pelo caminho, que recebi,que dei, aprendi e ensinei, tudo junto fez se a estrada-
Onde me tornei mulher, esposa e mãe, aqui tudo era flores....cada uma mais bonita que a outra....
Tudo estava bom, tudo era alegria, muito trabalho, mas tudo lindo...
O tempo ia correndo, seguindo o seu curso, já tinha dois tesouros, meus filhos, tudo era paz....
chegou Abril de 1974...
um mês que não era nem de muito calor nem frio era muito bom, mas algo mudou....mudou tudo, acabou a paz, nasceu o medo  a incerteza.
Que nos reservava a vida?
O dia 25 foi um dia  igual a tantos outros, só a noite nos apercebemos que algo se estava a passar em , Portugal... na fazenda ninguém percebia o que era ao certo.
Só a noite soubemos a certeza, tinha acontecido o 25 de Abril, revolução dos cravos diziam , no primeiro impacto até talvez tivesse  imaginado que era algo de bom, pensava-se que iria para Angola uma delegação do governo Português, mas  não....pouco  tempo depois compreendemos  que Angola , não mais seria o que era, uma terra onde todas as étenias  se davam como irmãos....
Tudo  mudou, todos sofreram, reacendeu a guerra que na época só existia, na cabeça de muito poucos, pois todos remava mos para levar o barco a bom porto...
Começaram todos a ter  medo uns dos outros, embora vos diga que nunca tive medo de nada enquanto lá vivi, sempre trabalhei, tal com aqui...
A vida essa estrada que até então era linda e florida com a cor da paz , virou campo de batalha, mais tarde foi o deixar tudo.
Acabou a paz aqui e lá....e agora este descalabre que bateu na nossas portas, o desemprego, a fome de tudo...de carinho, de amor.... a estrada já não tem flores, agora tem desanimo, tem gente que não acredita em nada que já não sonha já não repara no que de bom ainda  existe, esquecem que a Natureza é mãe e que contra tudo e todos , ela vai olhar pelos seus filhos.....
Só mantendo a fé e a esperança vamos vencer, vamos ultrapassar mais este  obstaculo que alguém colocou no nosso caminho.LR

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Vida

Ao passar na vida muitas são as vezes que olhamos sem ver...
Passamos ao lado, nem sempre compreendemos que, a vida é uma estrada, pela qual seguimos sem perceber toda a imensidão pela qual passamos, sem tirar proveito da imensa beleza pela qual andamos.
Nessa estrada toda especial, chamada de vida!
Perdemos sorrisos, afetos só por andar distraídos.
Lá vamos seguindo nessa caminhada até chegar a hora....
em que percebemos.
Só deixar ficar o que nada serve... Não vimos a beleza......
Estava ao nosso lado, nem demos por ela....agora, o tempo passou... chegamos no Outono da vida.
Sem ter um afago....somos como ave sem ninho...sem asas para voar....há que deixar estar, o tempo passar.
Ir buscar saber ao que ainda resta, lá dentro de ti.....
as folhas do Outono secam, caiem uma a uma....vento que sopra as tira da árvore, mesmo assim encontram uma nova missão...olha para ti!...
Tal como a folha vais poder ainda mudar tua vida, dar-lhe um outro rumo, dar-lhe uma outra vida.
Olha ao teu redor as flores do campo.... os pássaros a cantar.....
Muda a energia, muda o teu sentir, já vais ver abrir outros horizontes.
Ai pelos montes todas as estações tem sua beleza.....até um dia de chuva tem o seu encanto
te dá mais conforto, para ficar na cama a ouvir e sentir as gotas na janela ao cair....te levam nas ondas  do teu imaginário num sonho só teu talvez encontrar nova força nova vida LR