Seguidores

domingo, 28 de abril de 2013

Aqui caladinha....

Aqui caladinha, fechada no meu mundo, tento imaginar o mundo de outras pessoas, que conheço , que amo, que são pessoas apenas isso, talvez para demestificar o que sinto sem percebr porquê... Tento colocar-me no lugar delas, elas que muitas delas tem tudo que eu gostaria de ter para me sentir feliz, elas não são, pois tem tudo e continuam insatisfeitas, nada serve para se animarem, tem uma vida estavel, penso eu mas não é.... tem tudo e tudo lhes falta, nunca aprenderam que a vida é feita de momentos, há que eternizar , guardar os momentos bons, bem dentro delas... tem tudo a nivel financeiro, não se preocupam pois sabem que podem comprar tudo que lhes der na gana, esquecem que há muita gente que conta os centimos para poder comer...que há crianças a serem vitimas deste contesto em que vivemos agora... Tem um marido que as ama as mima..elas tem outros...não sabem o que é respeito...vivem com uns, mas namoram com outros...são as ditas grandes senhoras que inundam por este planeta... são as vidas que eu jamais queria para mim... Pena caracter não estar a venda, assim que tem tudo menos isso, podia comprar, um pouco... Por outro lado olhando, para a vida que me cerca, só tenho de deixar de sonhar com fantasias, coisas de homens e mulheres , que vivem em comum , boas menos boas, mas juntos, cumplices, ternurentos ou até rabujentos, mas vida a dois, onde o tudo e o nada toma o tamanho que lhe queremos dar...o etu nada pode ser o meu tudo... Pois com amor carinho e muita calma, tudo é possivel... Não é preciso ter muita coisa para se ser feliz , basta valorizar o que se tem..eu estou a aprender avalorizar o que tenho, mas não deixo de sentir sempre falta de uma parte de mim que não tive.. acho que nunca foi como as outras mulheres...quem pode ser feliz na vida conjugal sabendo que o marido saí de junto de ti, para estar com as outras mulheres? Isso foi o que me inibiu de ser eu mesma, logo foi uma bola de neve, eu me inibia ele arranjava outra e mais outra , hoje olhando o passando daqui desta janela dos meus sentimentos, não culpo ninguém, mas...também não me sinto culpada do que vivi,não me deixou viver ser a mulher que talvez esperasse de mim. talvez falando disto aqui, possa ajudar alguém a fazer diferente , e ser mais feliz que eu foi e sou...LR

Nenhum comentário: