Seguidores

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

um dia

Mas em boa verdade ao certo não sei Um dia ou mais um dia ? ao certo não sei. É um dia na vida de todos os que amamos e os que esquecemos...será que esquecemos? Mais um dia,vamos pensar que assim é... Um dia em que o sol brilhou, os passaros cantaram, fiquei aqui, no meu canto...olho atravez da vidraça, tenho a serra lá em cima, que me faz sonhar, viver imaginanado nós dois no tempo da meninice, recordo as terras a volta,nas voltas de uma criança que se julgava mulher, nas noites longas de verão, iam aos bandos brincando, feito crianças rebeldes, na companhia dos "grandes" , cantavam riam brincavam adivinhando o bailarico que ao chegar ia encontrar, mas não havia cansaço só ao pensar, que depois havia farturas, algodão doce, muita alegria, propria da pouca idade que tinha ia-mos depois de um dia de trabalho Não havia cansaço, que nos deitasse para baixo, embora grande parte de nós. Já tinha que deixar o trabalho feito. Ora na horta ou no pomar havia que trabalhar. Hoje esta tudo diferente, pois trabalho é muito escasso, não podemos garantir a vida do dia a dia( sustento) . Na minha juventude eu não andei descalça,não passei muitos tormentos que havia nessa epoca pois foi criada na cidade, só vinha aqui passar ferias. Minha admiração era imensa por ver aqueles jovens como eu, depois de um dia de trabalho no campo, iamos a pé , de noite com lanternas de alguibeira, fazer as tais caminhadas,para ir ao bailarico, não havia queixas, ninguém se sentia triste, não havia traumas nem dores, havia sim alegria, que contagiava novos e velhos Uns contavam anedotas, outros cantavam, e outros como eu desafinavam...era a loucura pura tranquila... Hoje aqui , olhando os campos lembrei, recordei tantos de vós...uns partiram para longe, outros estão algures por ai,outros então já partiram na viagem sem regresso mas sei que estejam onde estiverem se puderem deste cantinho não esquecem. São terras no meio do nada, do muito que Deus nos deu, tem a fé e alegria que pomos em cada dia.

Nenhum comentário: