Seguidores

domingo, 13 de janeiro de 2013

Domingo

Mais uma semana, mais um Domingo que esta a passar nas nossas vidas... Um dia que começa a brilhar no horizonte, onde deixa espreitar um Sol envergonhado, lembrando criança depois de aprontar arte... Me desculpem , mas é o dia que menos gosto da semana... Não sei, mas não é de agora, Talvez porque quando perdi a minha outra asa, eu não estava habituada a trabalhar ao sabado e Domimgo, era os dias, da família .Depois tudo mudou, era certinho que não tinha um final de semana, para as minhas assinhas pequeninas, isso me magoava tanto... Os outros dias havia a escola. tinha em mim a sensação de que estavam com os amiguinhos, os dias seriam menos tristes para eles, mas quando chegava a casa ao Domingo e via os olhitos do meu passarinho mais novo, que sem um lamento... me olhava e vinha de assinhas abertas dar aquele abraço,aquele beijo, que me deixava tão esquecida do cansaço, da desilusão que era a minha vida. Sempre foi um grande miudo, o meu mais pequenino. Os três foram e são ainda a minha vida, foi neles que busquei forças para encarar sempre a vida, e não foi facil . Mas penso que foi desde aqui, que comecei o gostar menos dos fins de semana. Nem sei porque me lembro disto agora, se tudo valeu a pena. Meus passarinhos cresceram, hoje são 3 homens, me deram três passarinhos, também, que são a minha vida, Natacha, Bruce e Lara meus três amores... Quando vos comecei a falar, o dia prometia ser de sol, pois bem vou mostrar, o sol espreitando e a chuva não dando treguas
neste poucos minutos o sol se foi, a chuva tormou-se mais densa , parece noite neste momento, tudo muda, até o tempo. Talvez por isso, não me espante com a mudança dos humanos, com as minhas mudanças. Tudo isto começou por ser Domingo. Tudo isto me fez voar para tras, tudo isto me fez ver , analisar um pouco da nossa mãe natureza, me mostrou como sou insignificante... Olhando o tempo lá fora...não posso deixar de lembrar aqueles que vivem sem tecto, aqueles que não tem a sorte que eu tenho de ter uma bebidinha quente nos dias de inverno, e de olhar para cima e agradecer. Mãe natureza, a Deus chamem-lhe o nome que mais gostarem por tudo que me dão, por tudo que tenho, e pedir que ajude quem assim esta. Que nunca lhe falte o minimo dos minimos para que se sintam gente com alguma dignidade e conforto, queria muito ajudar mas não posso , não tenho como...me dá força e coragem... Ajuda por favor aquele que junto de onde moras mais precisa, da-lhe um pouco do que tens nem que seja só um sorriso uma palavra amiga, mas da-te um pouco a quem nada tem, vais ver como te sentes melhor eu farei o mesmo...

Nenhum comentário: