Seguidores

terça-feira, 5 de junho de 2012

extravasar

Escrever é uma necessidade é um extravasar de sentimentos, por vezes controversos, mas nem por isso menos sinceros.Talvez pela falta da asa que falo tantas vezes, é aqui que deixo alegrias, duvidas, angustias...Mas sou eu inteira.Sou eu e pronto. Ponto
Como boa Taurina que sou gosto de sentir os pés bem assentes na terra, mas mesmo assim anseio, voar, voar no sentido mais puro da palavra, voar no sonho, pelo sonho, voar contigo e para ti.
O tempo esta de chuva, meu coração esta calmo, sereno, só tenho o vazio do costume...uma casa vazia...num coração cheio de vontade de te ter aqui, sonho impossível...mas vamos sonhando. Vou sonhando, querendo, esperando, quem sabe o nosso amigo lá de cima, não resolve dar uma ajudinha ter finalmente a oportunidade de viver o que nunca vivi... ter um amor sem restrições, sem medos nem tabus. pois acredito que será só meu.
Porque será que meu coração e nega a ficar velho?Mais um Domingo, vivido se isto se chama viver, dentro destas 4 paredes, para variar, eu a ...e o PC. PC que me abre as portas para um leque de nada, pois nunca sei se é real ou fantasia... Mas, aqui estamos. falei com.... .... .... assim se vai passar o meu dia, um igual a tantos.
O Sol esta quente, as flores ondulam ao vento suave, que as faz dançar, eu aqui, a ver a... deitada aos meus pés, de quando em vez levanta a cabeça, como a dizer estamos aqui as duas, estou contigo, gosto de ti.Gostaria de entender esta necessidade que sinto de me sentir amada, de me sentir viva, que sou alguma coisa para alguém , talvez pela lacuna deixada em mim, por saber que nunca foi amada de verdade, deixa este amargo, esta vontade de ainda poder amar e ser amada.
Os anos passarão. Deixei-os passar sem me dar contado que hoje sinto.Andava muito ocupada a tratar dos outros, para me lembrar de mim.Primeiro os filhos, depois o trabalho.
E eu? onde fiquei eu???
Sempre subjugada, sempre me era pedido mais e mais, e eu sempre cedendo um pouco mais sempre o esticar da corda. Sempre em cada dia , eu ia cedendo, e cada dia mais esquecia de mim.
Se eu pudesse voltar atraz,, ou pelo menos alertar quem esteja na mesma situação, eu diria, faça tudo que tem a fazer ,mas cuide de si. também.
O tempo passa , os filhos crescem, seguem seu rumo, mal era se assim não fosse.E nós!? Nós mulheres vivemos sem ver o tempo passar, quando olhamos, quando nos apercebemos, com verdade, estamos sozinhas, quando mais precisamos de alguém a nosso lado, que nos diga alguma coisa.
Com quem podemos rir ou chorar, com quem ao acordar nos diga bom dia.e um beijo, e ao deitar de mão na mão,faça cadeirinha,e nos entregue o seu beijo de boas noites.
Por favor mulheres, pensem em vós, sem esquecer dos outros , para que um dia não sintam este vazio que não me deixa ser feliz

Um comentário:

Mena disse...

Olá!
Gostei de ler o teu texto, vou voltar com mais tempo!

Bj