Seguidores

terça-feira, 27 de março de 2012

Meu coração esta leve, leve como uma pluma, queria eu saber porque, mas não sei.
talvez porque resolvi dar um rumo a minha vida, deixar este suspense esta angustia, é não, foi não foi, agora estou serena saudosa por um lado mas muito serena por outro.
Estou de coração aberto , na esperança do que a vida me vai dar, do que a vida tem para mim.
E não sei porquê, eu sinto, que contra a tudo que pensei ainda vou realizar meu sonho. Amar e ser Amada poder dormir de conchinha, passear de mão dada , poder dizer aos quatro ventos este é o meu namorado, sei lá eu, sonhar ainda não paga imposto, ainda.... porque se eles descobrem o quanto prazer nos dá sonhar, meus amigos não sei não.
Continuando no meu sonho, acordar e ter ali ao lado alguém que se goste, receber o beijo da manhã, levar os mimos a cama, que bom é... sempre dei tudo de mim, agora a vida vai dar-me o que nunca tive e sempre quis, quando? não sei, que importância tem...o que importa é que meu coração vai saber dizer quem onde e quando

2 comentários:

EU disse...

Já era para te visitar há algum tempo, mas infelizmente o tempo nem sempre é nosso amigo...Tantos afazeres e os meses de Fevereiro e Março têm sido complicados em termos de compromisso.
Li algumas as últimas postagens. Gostei destes desabafos, sobretudo deste último post...
Sonhar é de facto algo que nunca nos deve abandonar mas com a serenidade que assumes neste momento. Nada há melhor que a paz de espírito e estar de olhar aberto para o que possa acontecer.
Que assim continue o teu sentir interior!
Bjo :)

Guma Kimbanda disse...

Olá amiga,

Uma janela entreaberta já é uma atitude positiva. O que constato é que estás gostando de ti, da fase em que te encontras. Predisposição para amar. Gostei da forma como exprimes como é bom uma conchinha, um bom dia que começa por ter ao lado quem se gosta. Dar a mão e namorar, namorar sempre, por cada dia valer pela diferença como um novo recomeço com quem se ama, a descoberta de mais um e outro pormenor que encanta.
As maiores felicidades, que a vida sorria como a primavera que nos visita com todo o colorido e vida que lhe é inerente.
Beijos, saudades e um kandando sincero