Seguidores

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A emoção da vida, das coisas que vivemos, muitas vezes é maior que o próprio mundo.
Na solidão,nesta solidão que me arrasta, como se fosse seca levada pelo vento.
Nesta vida que temos de carregar , como se fosse um fardo pesado...Um fardo que nasceu connosco, que nos acompanha ssempre. Muitas vezes imaginamos a vida, tão diferente, com tão pouco mas que é tanto, lógico não falo de bens materiais, nunca foi apegada neles, para mim o meu cantinho poderia ser até debaixo da ponte, mas ser o meu , o nosso cantinho.
Meu mundo acabou. Meus sonhos querem deixar-me... Olho a janela, e hoje nem a minha serra me anima, hoje só esteve vazio, este estar só, este querer viver morrendo aos poucos...Hoje a solidão voltou a querer tomar conta do que sou e do que sinto. Sou um pouco este cachorro , que alguém acarinhou e depois jogou no lixo.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

A nossa Foz  a praia,  que tantas e tão boas recordações traz a tanta gente , eu inclusive, dois angulos distintos a meu ver não menos belos. É assim a minha terra é assim o meu país. Portugal



quarta-feira, 21 de setembro de 2011


Tenho falado muito na beleza deste cantinho, aqui no meio do nada, que afinal é tudo para muito gente, eu inclusive. Este era o pôr do sol de ontem
De um outro lado, mas sempre bela a nossa serra.


domingo, 4 de setembro de 2011

O vento das palavras , mais que das palavras ao vento, e um vento forte, um vento que machuca a alma. um vento que sopra tão forte.
Que nos faz sentir tal grão de areia, areia que num dia de praia ficou num banco de carro. `
Areia que me fez nascer a esperança, que me fez pensar, que o amor silencioso, sem ruído, sem mexer,consegue ser forte, tal vento do norte que faz arrepio,
Mas quando a tua alma, encontra ali no fundo do túnel, uma  luzinha de esperança.
Lá vem o veredicto.
 É assim que se faz e se desfaz , a esperança, o querer, a vontade de mudar.
Mas será possível mudar aquilo que se sente? Será possível mudar....eu não acredito.
Quando o que sentimos é para toda a vida, Bom ? mau ? é nosso.
 Vou defender com unhas e dentes o que considero, ser meu.
 Minha vida, minha esperança minha força. Até sempre ou até um dia
http://www.YouTube.com/watch?v=xvEiZA1VESQ&feature=related
Andando a vaguear pelo you tube, e porque fica mesmo junto aos, dos vídeos da Tasca Beat, não resisti e foi ver.
Fiquei absolutamente, sem palavras. Como é possível que se faça isto aos animais?
Será que estas pessoas, não percebem que isto não os leva a lado nenhum? será possível que em pleno século XXI se seja tão bárbaro? Ou sou eu que vivo num outro mundo, tão diferente deste?
Não sei, mas viver neste nestas circunstancias, deixem-me ser o que quiserem chamar, mas ser assim , NÃO.

sábado, 3 de setembro de 2011

Talvez... um dia...

      por uns tempos, não sei dizer, se grandes ou pequenos, estarei ausente, deste nosso espaço.
A vida é assim.
Estou vazia, sem espaço ou coragem de vir aqui. Nada de mais aconteceu, apenas eu, estou dividida entre duas coisas, tenho de me encontrar, tenho de voltar a ser eu, no sentido mais lato da palavra.
Se um dia voltar, Quero voltar eu.E não esta que hoje não consegue enxergar mais nada, do que nada mesmo.
Para todos/as o meu muito obrigado pelo carinho, atenção que sempre me dispensaram.
 o meu muito obrigado.