Pular para o conteúdo principal

Neste tempo, que foi tempo de sonhar dentro de mim, acordo e espero encontrar talvez um pouco de ti, mas que fantasia a minha, mas que doce o recordar sonhei que tu serias, meu príncipe, todo encantado. Para minha surpresa  Príncipe virasse sapo talvez por obra daninha,  alguém que nunca vi, as tem o super poder de te fazer ser assim.
Onde? Não sei. Não importa. Pois que por mais que sofra hoje, deixa passar amanhãs quem sabe que vai passar.
Migalhas tive , nenhuma ainda foi pão.
Preciso de pão, mas de um bem especial, feito com sonhos de amor, com abraços de ternura, com beijos todos molhados para fazer ligar a massa,  feita seja o manjar que une os dois corações.
Estou só a divagar, sonhando ainda encontrar, quem perdi, ou estou perdendo, ainda não entendi. Diferenças são mais que muitas, mas poucas para perceber, talvez um dia eu encontre, alguém que saiba dizer-me qual o sentido, que pode ter tudo isto, de sonho em sonho ando sem sair deste lugar.
As horas vão de mansinho, passando pela noite dentro, fecho olhos para ver-te, mas fujo dessa visão, mas tenho de ter coragem e saber que é verdade, que tens no teu coração quem dorme na mesma cama, tu podes nem dar por isso, e eu acredito em ti.
Se não fosse esse sentir, porque havias de querer esse viver para ti.LR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O tempo

O Tempo vai passando....
leva e traz pedacinhos, momentos vividos em algum lugar.
coisas que ficaram gravadas na mente , no coração de quem viveu...vive e sente....
Assim de repente, o mundo se agita, tudo toma cor.
Só porque encontramos pedaços, escritos, tlvez vividos, por alguém a quem nunca deixamos de amar.
A vida é assim.
Algures noutra galaxia, tal a imensidão da distancia que vamos ficando uns dos outros...um do outro.
Agora , ao entrar no teu tempo, recordo o meu tempo....o nosso tempo.
Tão curto e tão belo...para quem o sentiu, será sempre enexquecivel.
Pois quando se ama é para toda a vida.LR

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…

teu olhar

Aqui me encontro, me perco, sem saber ao certo
o rumo a seguir.
A vida é assim ....há que ter esperança
no dia que vai nascer, em ti também....
ainda não sei o rumo a seguir....
só sei que por mais que  tente tirar-te de mim...
estas colado não sei que fazer quero esquecer
que um dia  vivi um sonho um sonho , só meu...
quero acabar com este querer, este sentir...
recordo o teu rosto, teu olhar gaito
de menino grande....
hoje o tempo passou, só este amor
o tempo não leva.LR.