Seguidores

quarta-feira, 4 de maio de 2011


Neste tempo, em que tudo se vive, em que tudo passa.
Tu passas sem ver o que em mim deixas, esqueces o nada que sou daquilo que queria ser, mas porque a vida é um jogo que eu não aprendi a jogar, eu passo sem veres que és para mim o sol e a lua em teu lugar.
O sol anima e da vida ao meu viver, coração contigo inteiro.
A lua, que em noites de luar, se vem mostrar e me fazer lembrar,
Outro embora seja que é como as nossas vidas em que depois das coisas boas vem sempre algo que nos faz pensar.
Olhar e ver que em tudo há um reverso da medalha, de dia o sol, em que tudo é radioso.
Na noite também tem vida própria, a noite enquanto dormimos, é como se morrêssemos todos os dias um pouquinho.
Ficamos quietos parados, a vida passa-nos ao lado.
 Mas é necessário para podermos viver o dia em plenitude.
Na noite recarregas as tuas baterias, com um sono reparador, e só quando por força das circunstâncias a viver ao contrário ficas de noite acordada, e tens de dormir de dia, reparas em coisas que te passavam ao lado e tu nem davas por elas.
Na vida nada acontece por acaso, e quando para outra coisa não sirva, serve pela certa para te mostrar, o que olhas sem ver, e a dar mais valor ao que a vida te dá.
É como que um incentivo, é como que um despertar para o que tens ao teu lado e tu não vês, é o ir e o ficar em simultâneo, são lições que se aprendem e senão esquecem é o perceber das coisas que olhamos e nem reparamos nelas muitas vezes só para olharmos para o nosso umbigo, quando se esta acordado, por opção mas por obrigação, ou quando juntamos os dois e fazemos disso, nosso trabalho, nossa luta, tudo muda, nós mudamos.
Mas há coisas que nunca mudam apesar de se fazerem reflexões, os sentimentos quando estes são sinceros e verdadeiros, não mudam nunca, ainda que o sentimento que te une a alguém seja forte, e saibas que o que nutrem por ti , não tem a mesma intensidade.
Mas ninguém manda no que sente, eu poderia querer um amor igual, mas se sentir por mim.

3 comentários:

Estrella Altair disse...

Ola muito obrigada por as tuas palabrinhas no meu blog..

gosto de teu blog..

ate cedo..

beijinhos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Armalu! Passando para agradecer a visita e o comentário e dizer que adorei o texto, profundo e próprio para reflexão.

Beijos e muita paz pra ti.

Furtado.

Entrevidas disse...

Lindo texto. Feliz dia das mães se ja é, e se não, feliz domingo com muita paz. Beijos.