Seguidores

sexta-feira, 1 de abril de 2011


Palavras ao vento, Palavras que saem de mim, palavras onde muitas vezes, vou deixando , bocadinhos das minhas angustias, e preocupações, mas também muitas alegria.

Alegria que sempre quero dividir com quem gosto, contigo porque gosto de ti..
Um amor puro, sem mais interesses que não seja esta troca, de mensagens, esta troca de afectos, Já me senti muitas vezes sozinha, triste, hoje talvez porque a mãe natureza, esta ai com toda a sua alegria e pujança, talvez pela minha família, que não são só os de sangue mas muito mais, são todos /as que eu gosto.
Me dão o seu apoio, quem sabe tu talvez tenhas sido muitas vezes quem me pegou ao colo, nos momentos de angustia, ou tu que tens um sentido de oportunidade e adivinhas quando necessito do teu Oi!
Aqui tudo esta em flor, os campos as árvores, os pássaros  brindam-me com sua melodia, que me encanta, já coloquei numa árvore uma casinha feita com pacote de leite vazia , para lhes fornecer alguma refeição, por agora ainda há por aqui muita água onde eles vão beber, depois colocarei  a casinha bebedouro.
Por aqui apesar de ser no meio do nada, é também no meio de tudo, tudo depende da maneira com olhamos, talvez tipo copo meio de água, para uns meio vazio, para outros meio cheio, tudo depende de como olhamos a nossa vida e o que nos rodeia, para mim será meio cheio porque , sou optimista e tento ver sempre o lado positivo das coisas e da vida.
Sou dos que acredita que nada acontece por acaso, e sim tem um objectivo, não tenho é capacidade de avaliar qual, por isso sei esperar, pelo que a vida tem para mim




6 comentários:

Bordados e Retalhos disse...

Seu texto demonstra tranquilidade e serenidade. Acho que o melhor a fazer é mesmo levar a vida e esperar tranquila o que de melhor ela possa nos oferecer. Bjs

acácia rubra disse...

E é bom esperar por alegrias e certezas como esta de que a Primavera está aí para nos encher de mimos.

Beijo

O tempo que passa disse...

A primavera, pela profusão de cores, aromas e sons, predispõe as pessoas para uma atitude mais optimista. Então quem vive em contacto com a natureza, como é o teu caso, isso manifesta-se com mais intensidade.
A natureza é sempre um espectáculo, mas na primavera o reflorescimento da flora e fauna é como que a renovação da vida. E as nossas emoções também se renovam reflorescem.

Um Abraço e um beijo, grandes

Espaço do João disse...

Afinal não sou só eu que dou alimento aos pardais.
Também todos os dias o faço e, fico derretido à janela a vê-los em bando, misturados com outros. Até as rolas se deleitam. Curiosamete, desde que passei a dar-lhes de comer, as poucas uvas que tenho no meu quintal são poupadas. Então quando nascem os filhotes é um regalo.
Um abraço. João

Joana Silvestre disse...

obrigada por visitares e seguires o meu blog "No tempo das amoras".
A história continua em:
www.notempodasamoras.blogspot.com

Terê. disse...

olá querida passei para deixar um bju terê.