Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011
Falar sem dizer nada, numa noite fria e chata, em que tudo parece, brincar na nossa frente. Tento esquecer-te. Tento esquecer que um dia foste o meu tudo.  Tento, mas, o teu rosto parece estar em todas as direções para onde viro o meu olhar. O silêncio é o mais profundo que possas imaginar, apenas quebrado aqui, ou além. pelo piar do mocho. Tento abstrair-me, não pensar em nada, como é possível estando tão longe te sentir tão perto. Imagino-te a dormir, quase posso ouvir o teu respirar sereno. São 4horas, mais 4 me esperam, e só te tenho a ti por companhia,  uma companhia que por mais que a queira, nunca será minha, já que cheguei a este ponto, já que me disseste, não quero.
Por mais que minha alma grite, meu coração sangre, vou fazer-te a vontade.
Sumir da tua vida, vida da qual não faço parte. Sonhei que tive a parte da vida um do outro, ainda que á distância. Enganei-me. No silencio, apenas eu e meus pensamentos, afinal só eu e eu imaginando o tu, um tu que não existe, um tu criado por um c…
MAKÈZÚ
— «Kuakié!... Makèzú, Makèzú...»

..................................

O pregão da avó Ximinha

É mesmo como os seus panos,

Já não tem a cor berrante

Que tinha nos outros anos.

Avó Xima está velhinha

Mas de manhã, manhãzinha,

Pede licença ao reumático

E num passo nada prático

Rasga estradinhas na areia...

Lá vai para um cajueiro

Que se levanta altaneiro

No cruzeiro dos caminhos

Das gentes que vão p'ra Baixa.

Nem criados, nem pedreiros

Nem alegres lavadeiras

Dessa nova geração

Das «venidas de alcatrão»

Ouvem o fraco pregão

Da velhinha quintadeira.

— «Kuakié!... Makèzu, Makèzu...»

— «Antão, véia, hoje nada?»

— «Nada, mano Filisberto...

Hoje os tempo tá mudado...»

— «Mas tá passá gente perto...

Como é aqui tás fazendo isso?»

— «Não sabe?! Todo esse povo

Pegô um costume novo

Qui diz qué civrização:

Come só pão com chouriço

Ou toma café com pão...

E diz ainda pru cima,

(Hum... mbundo kène muxima...)

Qui o nosso bom makèzú

É pra véios como tu».


— «Eles não sabe o que diz...

Pru qué qu…
Por que Deus permite que as mães vão se embora?
Mãe não tem limite.
É tempo sem hora,
luz que não apaga quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada.
água pura, ar puro, puro pensamento.
Morrer, acontece com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é a eternidade.
Por que Deus se lembra (mistério profundo)
de tirá-la um dia?...
Fosse eu rei do mundo,
baixava uma lei:
"Mãe, não morre nunca.
Mãe ficará sempre junto de seu filho.
E ele, velho embora,
Será pequenino feito grão de milho"

Estou ao sabor de ventos e marés, tentando despir o mais lindo,sentimento que o ser humano, é portador, o amor. Tento despir, tento tirar de meu coração aquele sentimento lindo que, o fez bater,que o ensinou a olhar as coisas e o mundo. Construi uma catedral de sonho, que me ensinou a viver na ilusão, mas como poderia ser eterno? seria amor ou ilusão? amei um ser ou uma miragem? não sei. Creio que foi uma miragem. Meu despertar vai ser lento e doloroso. Mas talvez consiga como em tudo na vida dar a volta por cima. A vida já me tirou tantas pessoas de quem gostei.Mas nunca esqueço quem amo.
Divagando. Deixando correr o pensamento ao sabor das teclas e dos dedos. Deixando fluir  tudo de bom ou de mau que a vida tem para mim. Hoje perdi duplamente, hoje a muitos anos atrás perdi minha mãe, ou não te perdi mãe? , como me fazes falta, como eu preciso de ti do teu colo.  Mas continuas viva,dentro das minhas lembranças mais doces, e tenho tão poucas lembranças doces tu sabes.Até esta agora amar…
A chuva e o vento voltou em força, aqui pele zona.
Hoje , esta um dia muito desagradável, com um vento frio, que incomoda.
Aqui sentada junto a janela, tendo pela frente, uma videiras, que não parão de dançar, parece que o frio se mete dentro da alma.
Queria poder ter-te aqui.
 Debaixo dos lenções, ver o chuva como caí.
Gosto de estar na cama a ver chover,  então a ouvir o que para mim é um hino ao amor.
 Meu hino ao amor.
Preciso de ti, preciso muito de ti.
nunca te esqueças por favor , preciso de ti
Falar das coisas da vida, do que magoa cá dentro, nada vale, não adianta.
Porque por mais que tente e peça, nunca me levam a sério
e sou sempre a má da fita.
Quando se divide alguém, que coração faz bater,
 já custa o quanto que basta
é inútil fazer mais, remexer dentro da ferida.
Sangra mesmo sem tocar, sem sequer se querer lembrar
Porque há-de alguém querer mexer, fazê-la sangrar também??
São coisas que a vida tem, são coisas que a vida tira,
por mim quero deixar estar , tudo no mesmo lugar
mas nunca servir,  para te impedir do que for.
Por favor não vás. Tu és afelicidade.
O dia esta quente. num sol que irradia, me faz sorrir, me anima, aquece minha alma.
Apetece andar, ver as coisa lindas, que a Mãe Natureza põe a nossa volta.
O mundo parece, um pouco mais feliz.
As árvores cumprem o seu ritual, enchendo-se de folhas e flores.
Os pássaros  cantam, sua sinfonia. 
E até as flores de todas as cores, dão um tom alegre
a vida na terra.
Pena que haja guerra, pelo mundo adiante,
e também tanta fome, onde o comer se estraga.
Haja tanta dor.
Enquanto eu aqui, até posso dizer, que me sinto
um pouco feliz

5/4/03
Neste cantinho te espero, pedaço de meu viver, neste cantinho te encontro, num abraço sem tamanho, aqui onde o tudo e o nada se encontram, aqui no meu cantinho, no teu cantinho, nosso lugar
Vida...Clarice Lispector
Há momentos na vida em que sentimos tanto a
falta do passado, que o que mais queremos é sair
do sonho e voltar no tempo.
Sonho com aquilo que quero.
Sou o que quero ser, porque possuo apenas uma
vida e nela só tenho uma chance de fazer aquilo que quero.
Tenho felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância
das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante é baseado num passado
intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida quando perdoar
os erros e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos
deixar duram uma eternidade.
A vida não é de se brin…
Ontem alguém me enviou, um pps, com uma historia que me deixou, muito emocionada.
Contava a história de uma criança, e uma boneca, e me mostrou aquilo que meu amigo, que se diz ateu, disse com uma certa justiça. Deus, o Deus dele esta nos homens e mulheres de boa vontade. Ele não deixa de ter razão. Porque o meu Deus aquele em quem acredito, esta ai , e em muitos outros lugares. Mas a Historia conta-nos que uma senhora andando a fazer compras, vai por instinto para o lado dos brinquedos. Onde uma criança se mostra preocupada, por não ter dinheiro para uma boneca que era o sonho da irmã. A senhora vendo a tristeza, estampada no rosto daquela criança. Foi ver se ajudava. E descobriu que era para, oferecer a irmã, que tinha partido, e que a mãe ia partir também assim ela levaria a boneca, para a mana. Deu-lhe o dinheiro que faltava com mais uns trocado, ele feliz disse que assim ainda poderia comprar uma rosa branca, flor preferida da mãe. Lendo depois o jornal. Soube acidente que vitimou mã…
As vezes a solidão dói mais que julgamos possível aguentar. Hoje é um dia assim.
Ontem perdi uma amiga muito querida, tinha 4 patas, mas era a minha Lua, uma cadela nascida aqui em casa, que era uma companheirona, daquelas companhias silenciosas com quem falamos e parece que nos entendem, e nos alegram com a seu olhar, o olhar de  um cão, é único fabuloso, é daqueles olhares que nunca se esquecem. Eu perdi a minha amiga e companheira. Todos os que me conhecem  de verdade sabem, que sou extemporanea, mas também tento ser justa, também tenho a humildade suficiente para reconhecer quando erro, e erro muito,por meu mal. Talvez pela pressão, talvez por me sentir traída, no mais fundo do meu ser,fiz asneira da grossa,e não tenho como emendar. Por estar magoada magoei, porque não soube ter o discernimento de perguntar, como era as coisas, e foi acusar, negando-me a ver, porque não  estava em condições de perceber, que estava a ser injusta , que estava a magoar. Deus sabe o quanto me arrependo, …
Hoje, vou ficar por aqui. O que nunca quero perder é  sentido de ver quando estou a mais.
Quando se tem , como eu um sexto sentido bastante apurado.
Quando, nos sentimos a mais o melhor é ficar quieta, sossegadinha no meu canto, caladinha. A ver o que se passa a minha volta.
Com intenção ou sem ela o facto é que magoa, e para ser magoada basta a vida, as coisas do dia a dia, não é preciso pegar ao colo, já sou grande demais para isso, mas ter uma atenção, um sorriso.
Agora ir lá para ficar sozinha, sentir-me a mais. Não obrigado. Para me sentir perdida, deixo-me estar onde estou.
Olhem mais um bocadinho da minha aldeia.


Em cima as flores do capim. ao lado as flores das ameixoeiras,
estão todas repletas de flores , com um aroma adocicado, enebriante.


Dão uma graça única  aos campos, e eu adoro andar 
no meio deles, nas picadas a ver de  perto a mãe Natureza.




Aqui a entrada para a minha aldeia , quando se vem da minha casa.


Lembra um presépio. no mês de Natal

Reparem na nuvem, escura preparava-se o…
Tenho vos falado muitas vezes da minha aldeia, um  terra a pequenina, mas que eu amo, não sei porquê, mas o amor é assim mesmo ama-se porque se ama, e não se sabe porque se ama.


Talvez por isso não saiba dizer-vos, mas mostro como estão lindos os campos.


Assim estão os campos da minha aldeia. 
muito mais haveria para , para vos mostrar, mas não fico por aqui.


Quero dar-vos a conhecer um pouco, desta terra 
que embora pequenina, também tem animação.


Tem convivio , tem alegria, as pessoas gostam de se juntar aos finais de semana, onde fazem karaoke que mais não serve.
 Senão para brincar sem pertensões a estrelas , ou vedetismos, tudo brinca.


Temos a sorte de ter uma pequenina , que é uma espécie  de mascote, para abrir quase sempre a brincadeira , bonequinha com pouco mais de 2 ou 3 anos, a nossa Madalena


Temos outras pessoas alegres  , que se divertem, e animam as nossas noites de sexta-feira. 
Coloquei estas como poderia colocar muitas mais. Depois aos sábados , nem todos mas quase temos music…
Palavras ao vento, Palavras que saem de mim, palavras onde muitas vezes, vou deixando , bocadinhos das minhas angustias, e preocupações, mas também muitas alegria.
Alegria que sempre quero dividir com quem gosto, contigo porque gosto de ti.. Um amor puro, sem mais interesses que não seja esta troca, de mensagens, esta troca de afectos, Já me senti muitas vezes sozinha, triste, hoje talvez porque a mãe natureza, esta ai com toda a sua alegria e pujança, talvez pela minha família, que não são só os de sangue mas muito mais, são todos /as que eu gosto. Me dão o seu apoio, quem sabe tu talvez tenhas sido muitas vezes quem me pegou ao colo, nos momentos de angustia, ou tu que tens um sentido de oportunidade e adivinhas quando necessito do teu Oi! Aqui tudo esta em flor, os campos as árvores, os pássaros  brindam-me com sua melodia, que me encanta, já coloquei numa árvore uma casinha feita com pacote de leite vazia , para lhes fornecer alguma refeição, por agora ainda há por aqui muita água ond…