Seguidores

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Amigos

Apesar de estarmos fora da época, não resisto em vos mostrar-vos o meu pessegueiro.
É um pessegueiro, que me faz sonhar... por ser uma fruta que costumo dizer tem o sabor dos beijos.
O meu pessegueiro, fica bem colado a casa, nasceu espontaneamente, poderia ser bravio, mas oferece-nos estes frutos deliciosos.
Assim como as árvore nasce expontanea, assim nasce dentro de nós sentimentos lindos, que muitas  vezes não valorizamos ou confundimos.
Porque o nosso chão , o nosso interior, nem sempre sabe valorizar, o que nos rodeia.
Confundem-se as coisas, e quantos amigos perdemos por ,andar distraídos, e não valorizar o que temos ao nosso lado.
Nossos amores, nossos amigos.
Vamos pensar, em quantos amigos temos deixado de comunicar por puro desleixo , do não é agora é logo e o tempo passa sem nos darmos conta, e um dia eles partem, e nós ficamos,com um buraco dentro de nós por nunca termos tido tempo para lhes dizer o quanto eram  importantes para nós.

4 comentários:

O tempo que passa disse...

Essa de pêssegos a saber a beijos é que me desconserta. Não serão só os teus? Se forem terão eles o sabor dos beijos que a distância não esquece e que o coração aquece na espera.

Terê. disse...

oi amiga, esse pé de pessegos está lindo. parabens pelo cultivo, bju terê.

FLOR DE LIS. disse...

LINDO O PÉ DE PÊSSEGO,EU ADORO PÊSSEGO,QUE SORTE A SUA! BJS QUERIDA!!!!

Céu Arder disse...

Pêssegos são os meus prediletos, Adoro! Pelo sabor e perfume...

A propósito, o título de
seu blog "Palavras ao vento" é muito poético e me chegou até aqui, trazida por alguma brisa da tarde...
Além dos pêssegos com que ilustras este post, está algo mais: a tua sensibilidade...

Bem Hajas!