Seguidores

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Primavera

Apesar do frio e do vento, o dia esta lindo por aqui.
No deambular por aqui, nesta minha mania de andar sozinha, não  a corta mato . Embora goste muito.
Não pode deixar de vos mostrar, como estão os campos por aqui, avizinha-se a passos de gigante,
a Primavera a estação das flores, a estação da renovação , da vida.

Bem pertinho de minha casa, tenho a dita de poder ver estas campos maravilhosos, embora assim não saiba dar-vos a verdadeira dimensão da sua beleza, são fotos tiradas com o telemóvel, que me acompanha sempre.
Estas tiradas num campo de vinha.
Primavera, para mim embora não seja a minha estação preferida mas é com certeza, aquela em que todos os dias, se olharmos com olhos de ver, mais diferenças notaremos na nossa mãe natureza , de um dia para o outro tudo muda, queria mostra as ameixoeiras mas estragou-se a foto, depois vos mostrarei.
Queria dizer muita coisa, mas  digo apenas estou bem comigo mesma e com a vida, tem sido dificíl aprender... as lições que a vida dá... mas , com a ajuda de alguém que me é muito querido... posso dizer sem mentir estou quase feliz... um dia talvez possa contar.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Nova vida , na aldeia.

Numa terra pequenina, onde parece que nada acontece... as  diferenças começam a surgir.
è um Karaok aqui, .... é musica ao vivo , ali, e claro as novas tecnologias, a começar a brilhar. Quem tiver computador, vontade de ir a net.... é facil, pega no PC , e vai só tasca beat. 
Ai , é simples, liga  o pc e vai navegar na net .
Coisas simples, mas que dão vida a minha aldeia.
Tudo muda, todo o mundo muda... uns para melhor... outros talvez nem tanto.... Mas estes pequenos nada, podem fazer a diferença, entra a solidão...e o convivio, pode ser a porta para horas de boa disposição.
Barreiras é Barreiras e o resto , é isso resto.
Vamos pois todos , ao Karaok as sextas -feiras, musica ao vivi desta vez será a 26 .
Vamos todos aplaudir... vamos todos colaborar, na nova vida  da tasca.
E mais podemos comer umas bifanas optimas, e mais umas coisinhas gostosas, que por lá se fazem.

domingo, 20 de fevereiro de 2011



hoje ao dia prometia um dia de sol .Mas.... foram só promessas...
A terra. A minha terra. Sempre tão serena, sempre tão calada. Daqui da minha janela...
ponho-me a sonhar com a vida... .... e com este clima de frio. Frio  que me gela a alma..chove granizo, na terra.. e dentro de mim...
Estes dias fazem-me sentir mais a falta do sol... o Sol que sendo o astro rei, é também o sol ... que me enche o peito.... que alegra a todos, e a mim também.
A Natureza esta sendo fecundada , para a produção, esta água que muitos já dizem ser demais acaba por ser como que uma lavagem, aos terrenos, levando , parasitas, e ervas daninhas.
E nesse levar , para trazer as coisas boas , dos campos... fico parada a pensar... como seria bom se esta chuva nos lavasse a alma também, nos tira-se as coisas e sentimentos, que nos fazem redopiar sem saber o que pensar, sentir ou fazer, como se isso fosse possível.
Todos temos doces lembranças que tanto nos faz sorrir, e não deixamos por nada, mas mesmo essas as vezes, parece querer ir embora, mas vão por mim ... quando isso acontecer... recordem o que de bom a vida, nos ofereceu....vale sempre a pena, tudo o que vivemos e nem que seja como agora, em que estes olhos teimam em virar rios, nunca deixem de sorrir... na esperança que a vida te retribua o sorriso.
Deixo-vos a chuva a bater na minha vidraça

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Amigos

Apesar de estarmos fora da época, não resisto em vos mostrar-vos o meu pessegueiro.
É um pessegueiro, que me faz sonhar... por ser uma fruta que costumo dizer tem o sabor dos beijos.
O meu pessegueiro, fica bem colado a casa, nasceu espontaneamente, poderia ser bravio, mas oferece-nos estes frutos deliciosos.
Assim como as árvore nasce expontanea, assim nasce dentro de nós sentimentos lindos, que muitas  vezes não valorizamos ou confundimos.
Porque o nosso chão , o nosso interior, nem sempre sabe valorizar, o que nos rodeia.
Confundem-se as coisas, e quantos amigos perdemos por ,andar distraídos, e não valorizar o que temos ao nosso lado.
Nossos amores, nossos amigos.
Vamos pensar, em quantos amigos temos deixado de comunicar por puro desleixo , do não é agora é logo e o tempo passa sem nos darmos conta, e um dia eles partem, e nós ficamos,com um buraco dentro de nós por nunca termos tido tempo para lhes dizer o quanto eram  importantes para nós.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

a minha Aldeia.

 Campos da minha aldeia, começa a dizer, que apesar do frio, da chuva, e do granizo, a mãe natureza. faz cumprir o ciclo da vida,  e os campos estão cheios, de pequeninas flores. é  linda a sua  beleza, natural, onde a mão do homem ainda nada fez.
Aqui é o branco das pequeninas flores que contrastam, com as árvores, muitas ainda por podar,a chuva e o tempo não tem deixado ninguém entrar nos terrenos, já vos mostrei este mesmo campo , mas em épocas diferentes, e como tal belezas diferentes, cada uma de seu jeito, mas não menos belas.
são pereiras e macieiras que aqui vos mostro.
já vos mostrei quando o outono começava a dar-lhes uma cor de ouro .
Ouro que não sendo um metal ,era o simbolo da estação que findou.
Agora as árvores , estão nuas , nuas de folhas, de frutos, mas vestem-nos a todos de esperança de em breve as ver já todas verdinhas prontas para serem fecundadas e nos oferecerem as peras e maçãs que todos nos gostamos
Oa não fosse o Oeste a zona das peras e maças das melhores do País.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Dia dos (e)namorados.

Neste dia tão especial.
Dia dos que se amam, dia dos namorados.
Que ele seja , para sempre um dia muito feliz, para quem se ama.
Um dia onde a ternura , o mimo , nas mais pequeninas coisas, faça a diferença, e todos, se sintam sempre, enamorados.
A todos os casais de enamorados, o meu abraço e parabéns pelo vosso dia.
Que ele veja também o dia do amor, perto ou longe  , que se sintam sempre juntos, unidos pela mais lindo sentimento o Amor.
bj e dia feliz para todos

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Minha Terra.

A nossa serra, no bons tempos que se aproximam, nos dias de primavera e verão.
Agora esta mais triste mais solitaria, mas não menos bela.
Aqui no confronto com o mar a seus pés, as arribas , é um todo de misticismo, que nos encanta e nos prende.
Poder caminhar por aqui, serenamente, sentar e ver o quanto de belo a nossa serra nos oferece, sem que muitas vezes, saibamos valorizar o que temos.
Muitas gente vai passar férias ao estrangeiro, não tenho nada contra, quem sou eu.
Mas esquecem de coisas, cantinhos maravilhosos que temos por ai espalhados e que poucos ou nenhuns valorizam.
Tudo o que Estrangeiro , é lindo e bom. Mas depois vimos o nosso país invadido por turistas. Eles sim sabem talvez valorizar, o que muitos que os temos a meia dúzia de Kilometros, nem damos por eles.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Sol

Neste dias de sol, em que o frio , continua agreste mas os dias prometem, alegria com um dia de sol maravilhoso.
Sol que nos dá animo, para seguir andando por estes montes e vales, onde a Mãe  natureza se mostra, na sua beleza mais pura e mais singela, onde em cada canto, nasce uma flor nova, e no conjunto tudo parece pintado, por alguém sábio, em fazer tais cores, os sons do campo já se começam a fazer notar.
Fevereiro, ainda é mês de inverno, por vezes bem duro, onde as geadas costumam fazer estragos, mas... com este sol, creio que nos faz sonhar, com dias de amor e esperança.
Esperança de paz, para todos nós e para o mundo em constante turbilhão, paz para as pessoas que se cruzam connosco mas grandes cidades, modo geral vai tudo de cara fechada, como se carregassem o mundo nas costas.
Vamos todos nós sorrir, sorrir a vida, sorrir para o vizinho do lado, para aqueles que connosco se cruzam no elevador, na escada do metro, enfim na vida.
Tenha um lindo dia, cheio de sol em sua vida, e que o astro rei jamais deixe de nos fazer sorrir a todos.