Seguidores

sábado, 16 de outubro de 2010

Terra molhada...

Neste fim de semana, de um tempo mais solarengo. e onde o vento sopra de mansinho... acariciando ...
meus cabelos... meus sentidos... talvez os teus...
Eu fico parada, saboreando, o cheiro da terra molhada.... da natureza fecundada pela chuva...que a fará germinar a semente .... a planta... a flor... em fim a vida.
A vida que todos temos e só alguns entendemos....Meu menino meu amor... o tempo passa , calmo tranquilo, numa vida que foi minha... que foi tua... e nunca nossa.

5 comentários:

Tere disse...

muitas vezes. nossa vida não é nossa!
gostei muito. bjus tere.

Fatima disse...

Lendo seu lindo texto me lembrei desta linda música:

Cheiro de Relva

Como é bonito estender-se no verão as cortinas do sertão
Na varanda das manhãs
Deixar entrar pedaços de madrugada e sobre a colcha azulada
Dorme calma a lua irmã

Cheiro de relva trás do campo a brisa mansa que nos faz
Sentir criança a embalar milhões de ninhos
A relva esconde flores lindas e orvalhadas quase
Sempre abandonadas nas encostas dos caminhos
A juriti madrugadeira da floresta com seu canto abre
A festa revoando toda selva
O rio manso caudoloso
Se agita parecendo achar bonita
A terra cheia de relva

O sol vermelho se esquenta e aparece o vergel todo agradece
Pelos ninhos que abrigou botões de ouro se desprendem dos
Seus galhos são as gotas de orvalho de uma noite
Que passou


Se vc quiser ouvir:

http://www.youtube.com/watch?v=oImGiOQWSYw


Bjs.

Tere disse...

oi minha querida, amei sua visita, volte.bjus tere.

Felipe disse...

O cheiro da terra molhada é tão bom! E pensar que ainda vai demorar três meses prá chover nesse sertão... se chover! Lurdes, muito obrigado pelas visitas e comentários, já te sinto minha amiga. Um abraço!

cristal de uma mulher disse...

Minha linda é tão bonito e cheio de vida tudo o que escreve que as vezes fico viajando em tuas palavras.

Te deixo um grande beijo