Pular para o conteúdo principal

Pela metade...

Não sou apologista de deixar as coisas, pela metade.
Mas desta vez, assim foi.
Sou acusada pelos meus filhos de ser idealista, e se calhar.... até sou um pouco.
Meu sonho seria ver todos bem... isso é utópico... tento colocar os pés na terra, amo até à ezaustão, não sei odiar, mas quando a indiferença, mexe comigo, é para sempre.
Talvez por ser assim, meio cabeça dura; sonhei alto demais: Meu sonho acabou de uma certa maneira, mas nunca de outra. Ajudar sempre que eu possa, mas de maneira individual, nunca mais tentar que seja colectiva.
Muito obrigado a todos se se preocuparam com o meu filho.
Esta melhor, muito obrigado, agora só a factor tempo, são 3 costelas partidas, do mesmo lado do acidente o que torna as coisas mais complicadas.
Mas se Deus quiser, ele uma vez mais vai superar, é forte e com muita garra.A todos o meu bem haja.
Por aqui me fico. Um abraço a todos,  E uma vez mais obrigado.

Comentários

Espaço do João disse…
Felizmente está entre nós. A seu tempo recuperará. Desejo-lhe um franco restabelecimento. Nossos filhos, são nossos olhos. Criá-los e, amá-los é nosso dever enquanto formos vivos. Que eles nunca esqueçam que fomos nós que os colocamos no Mundo.
Yoyo disse…
Nossa amiga, eu não sabia!
Em breve ele estará recuperado, se Deus quiser, e ele há de querer.
Olha, há muito tempo sofri, com a minha filha mais velha, um acidente gravíssimo. Morei um ano em hospitais, ela ficou paraplégica, passou por várias cirurgias...Foi um momento terrível das nossas vidas, mas hoje graças a Dues, ela está bem, se recuperou e até voltou a andar, o que foi cosiderado um milagre, pelos médicos.
São momentos passageiros, você vai ver
bjo em seu coração e fique bem, afinal, precisa ser forte, para apoiar seu filho, nessa hora.
José Gonçalves disse…
Olá Lu,

Se Deus assim o quiser, tudo retornará ao seu devido lugar.

Estou certo que Deus não estará tão ocupado que não possa atender esta passagem do teu filho.

Quanto ao "resto"...

Não desistas. Nunca!

Mesmo a nível pessoal, individual, podemos ajudar muita gente e promover uma mudança das mentalidades por forma a que a Justiça volte a ser um dos factores principais na ajudas ao nosso semelhante.

A Igreja, de uma forma geral, até que tem feito algum trabalho nesse sentido.

Existe o "Serviço de Voluntariado" onde a ajuda de cada um é importantíssima para o bem estar de alguém necessitado. Normalmente, uma pessoa já com alguma idade e desamparada.

Só é pena que até na Igreja, também existam alguns "abutres" que se aproveitam do trabalho voluntariado e humanitário prestado por tanta gente em proveito de uns poucos!!!

Mas como em tudo na Vida, e o próprio o Evangelho o diz, há sempre uma "ovelha tresmalhada no rebanho".

É tudo uma questão de trazê-la ao rebanho e reintegrá-la.

Por isso, cara Amiga Lu, não desistas dos teus Ideais.

Mantém apenas os pés na terra e os olhos bem abertos!

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)
Fa menor disse…
Quando nossos filhos estão bem, nós também estamos, pelo menos comigo é assim.
Quando o mal se abate sobre eles o coração de mãe não sossega enquanto não os vê bem de novo.

Que a recuperação seja rápida, E que a tranquilidade, a paz e a alegria sejam restabelecidas nos vossos corações.

Beijinhos
Sílc disse…
"...Falar-te-ei agora de vazios meu filho, desses vazios que nos deixam tão frios por dentro, como se alguma coisa algum dia, tivesse sugado a vida e o calor que nos pulsa nas veias e nas artérias e que nos aquece a pele provocando rubores, que nos impedem do cinzentismo das pedras frias e inertes. Sabes do que falo , meu filho? desses dias em que o sol deixa de enviar a sua luz que pinta às cores o nosso mundo e o torna a preto na ausência da cor e que nem o branco povoa qualquer espécie de lugar, dando um aspecto igual a tudo...
E quando isso acontece, sem aviso, já não há remédio, nem cura, nem mezinha que se possa aplicar para curar o que quer que seja que provocou o vazio. E nunca ninguém sabe o que é meu filho.
É desse vazio que invade tudo e rouba o brilho do olhar, que te protejo, todos os dias, quero que o conheças, para que o enfrentes se ele te afrontar. Quero revestir tuas paredes do melhor de todos os calafetantes, para que nem uma nesga desse frio te roce no corpo. E por isso o procurei, porque só vendo se conhece, só sentindo se descobre e não de ouvir falar ou dizer. Conhecedora dos seus artifícios meu filho, roubaram-me os risos que me iluminavam o rosto, mas encheram-me a memória de palavras sábias, conhecimentos, vivências para que te os possa passar e impedir assim, que este vazio te chegue, te invada, te cubra, querendo que com a minha luta te ilumine os dias que estarão para vir...."
Esse Texto expressa o quanto desejamos o melhor do melhor para nossos filhos que são nossa herança.Você é uma lutadora e vencedora. Mãe melhor impossível!
Rute 2: 12 é um texto b´bilico que te deixo para que leia na sua Bíblia. É o que desejo a voc~e e toda sua família.
com amor e carinho,
Sílvia

Postagens mais visitadas deste blog

Mãe , filha

Mãe!!!
O teu dia vem ai
embora todos os dias,
seja o dia, dos teus dias...
para acariciar, sorrir , amar...
teus bebes....
Neles te revês e cuidas,
desde o acordar ao dormir,
neles , entregas teu dia...
sorriso bonito, emoldura teu rosto
quando se olham nos olhos,
quando teu marido abraça,
beija e brinca com os pedacinhos dos dois
ali, bem a tua frente...
esta um pedacinho de gente.
que dá luz , dá alegria, da força
para vencer  o dia a dia...
Mãe!
Palavra mágica,
que faz vencer, nos dá coragem
são só três letras
juntas com outra que igual tem
apenas 3 , Pai,
Dupla perfeita que faz regaço
num longo abraço
e já são 4 amores eternos
são pais e filhos
no coração, Mãe,
mulher guerreira, tem dentro dela
força e coragem
para dar alento, aos 3 amores....
são sua vida,
 Mãe
também tu és a vida deles
no amor ternura, forte e profundo
do Dady , nos bebes,
mãe também és filha
que duas mães, amam e querem
Mãe obrigado por seres quem ês LR

era uma vez

Há imensas historias que começam era uma vez. Reais que retratam factos verídicos, outras nem tanto.
Esta historia poderia ser uma mistura de realidade e ficção, porque nem sempre é fácil reconhecer que erramos, vamos levando a vida a pensar mais nos outros que em nós. Não por ser boa ou má, só por covardia, por medo de magoar quem um dia demos vida, deveria ter a coragem de esquecer a outra parte de mim.
Uma vez parece que se ainda se consegue, é tão doce o abraço de um filho, sem duvida que é, só que embora importante não nos completa por inteiro.
Nos momentos de maior solidão, falta a mão que segura a tua, sem palavras, só um doce apertar que te diz estou aqui, não estás só, isso não tem dinheiro que pague, só que o abraço de um filho também não, ai vem a duvida terei direito a ir viver minha vida, e magoar os outros?
Fica aqui num cantinho da tua cabeça, e parece matraca insistente na pergunta, sem dares conta continuas dia após dia na mesma duvida, os dias deram lu…
Faz hoje exactamente 27 anos que te vi pela ultima vez.

Que ouvi a tua voz, ali na minha frente, recebi o ultimo abraço, o ultimo beijo, a vida pregou-me uma partida e tanto.
De vez em quando, contavas a historia do teu ajudante, historia que vindo de quem veio me deu verdadeiro ensinamentos, dizia ele (A vida é uma gaita, feliz daquele que a sabe tocar), acredita tal como outrora nunca aprendi a tocar, sempre deixei o coração ser meu guia, sempre...
27 anos, de saudade, busca, falta de tudo que recebia de ti, claro que não falo de sexo
Falo de cumplicidade, ternura, compreensão. Tudo isso acabou no dia que partiste.
Hoje sei que tu partiste, um dia haverá o reencontro, fiz teu luto, a vida seguiu em frente, com mais ou menos turbulência, os dias foram dando lugar a meses, anos.
Hoje sinto-me uma viva morta, viva como mãe, morta como mulher, esqueci que eu existia, esqueci que a vida ia continuar e nunca pensei, no que me dizias estar só e estar meio morto, hoje 27 anos d…