Seguidores

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Hoje...

Num dia de sol como este, e apesar de algumas , bem profundas preocupações que só o tempo pode tirar, não deixo de me sentir viva.
As vezes basta pouco, para que o nosso animo se levante, e nos sinta-mos mais felizes, por coisas que se
espremermos não deitam nada, mas mesmo os nadas por vezes nos enchem a alma.
Parece um paradigma mas não é. Tu sabes que não, tu sabes que foste tu, com a tua presença que me alegrou, tu sabes que somos todos um pouco dependentes uns dos outros, e quando nos afastamos sem motivo, sem razão, vamos magoar-nos sem sentido.
Hoje, meu eu despertou uma vez mais, mas desta vez ,mais sereno... mais consciente... que tu e a vida o podem magoar demais.... já  não tem  aquela alegria quase de criança... deslumbrada.... hoje meu amor por  ti esta intacto... mas... já não corre para os teus braços... numa ancia pura de dar e receber carinho.... já não sente a vontade de te pegar no colo, e acariciar teu cabelo... como se fosses o meu menino...
Hoje  estou um pouco mais tranquila... mais serena... só mudou meu jeito... eu estou igual

8 comentários:

Pena disse...

Simpática Amiga:
Um texto delicioso feito de pureza e verdade.
Mais maduro, daí o encanto e a ternura de si.
Parabéns.
Abraço amigo.
Com respeito e estima.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, amiga.
Escreve na perfeição.

Chica disse...

Tão bom estAR TRANQUILA E SERENA,NÃO? UMA LINDA SEMANA,BEIJOS,CHICA

José Gonçalves disse...

Olá Lu,

Não sei propriamente que te diga perante estas linhas que dizem muito mais do que aquilo que está escrito.

É algo muito pessoal e intimo que precisas organizar.

Desejo-te as maiores Felicidades e que encontres um Rumo, aquele que anseias.

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Pena disse...

Maravilhosa Amiga:
Já tinha deixado aqui um comentário há muito. Eliminaram tantos, tantos, não sei porquê?
O seu blogue fascina e encanta numa sensibilidade doce, a sua.
Todo aquele(a) que entra no meu blogue comento. Não sei porque os eliminam?
Peço desculpa sem ter culpa.
O seu sentir é lindo.
Parabéns.
Beijinhos puros de amizade.
Com respeito e gratidão.
Sempre a admirá-la

pena

Adorei.
Bem-Haja, doce amiga de bem.
Desculpe, sem ter culpa.

AC Rangel disse...

Te gosto tanto, assim, tão tranquila.
Beijo

Espaço do João disse...

É bem verdade.
O hoje, só hoje é presente, o ontem já foi e, o amanhã será que vem? Dá para pensar.

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bonito seu texto, gostei muito do seu blog,tudo de bom, beijos.

Andradarte disse...

Fiquei preso pela facilidade de escrita,
com mensagem só meio oculta como convém.
Gostei do seu Blog que seguirei...
Beijo