Seguidores

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

coisas da vida

Ser, ser com verdade. Ser inteira,
ainda, que me sinta defraudada como agora, ser eu mesma sem nada que me oculte ou disfarce.
Assim eu sou.
Mas sou porque não sei ser diferente... sou porque quero olhar todos nos olhos... sou porque usado a frase de alguém é( assim minha natureza.)
Não sou trapaceira.... nem digo o que não sinto.... quando sou amiga... sou até a quinta casa, como se costuma dizer.... Mas não tolero.... que me mintam... que me engane...a vida tem me emprestado coisas lindas maravilhosas... outras que eu penso ser lindas.... e não volta...na volta.... são uma miragem...
quebrou-se... partiu-se algo de bom e lindo... que eu guardei...com muito carinho... partiu-se o que para
mim era importante, neste momento... me sinto totalmente partida
Falsas coisas nunca...amizade é algo belo ... precioso... pena haver quem não tenha a noção disso... pena...que não saiba o que isso é....

3 comentários:

Kimbanda disse...

Como te percebo.
Respondendo, ao teu comentário no meu "reaver-me", também não sei!!! como lá digo estou planando e ver se descubro.
Beijo com muito carinho

Chica disse...

Dá pra te entender muito bem!

E como é ruim essa sensação quando se quebra algo lindo como uma amizade,né?

Fica bem, beijos,chica

Anônimo disse...

Era bom que nada disso tivesse acontecido, que todas as tuas mágoas derivassem de um equívoco e que nos próximo post dissesses isso, que tudo não passou de um lamentável equívoco.
Quero-te feliz, com esperança, racional na irracionalidade da paixão.