Seguidores

quarta-feira, 28 de abril de 2010

obrigado por ser avó

Se soubessem como é bom ser avó duma neta, linda de morrer,
que apesar de não morar na mesma cidade, e por isso passar
períodos de tempo sem nos vermos.
mas é sempre aquela festa, sempre aquela emoção, quando a ouço
e a vejo atráves da net, minha neta é minha vida.
todos os dias tenho de agradecer a Deus pela neta maravilhosa
que me deu, á Carla que é a mãe e ao Mando-zé que é o pai.
obrigado a vida por esta dávida do céu,ser mãe é lindo mas ser avó
é algo que não tenho palavras para descrever te amo nana

25 de Abril

Mais um ano se passou uns comemoram outros nem tanto.
Há sempre dois polos duas opiniões.
Foi bom o 25 de Abril de 1974, para muita gente reconheço, e não lhes
tiro o mérito. mas para quem com eu viu a sua casa saqueada um ano depois
deixa de ter o sentido do bom para o duvidoso.
Em 74 achei lindo e festejamos todos alegremente, o que aqui se passava,
no dia 25 de Abril de 75 nossas casas eram saqueadas foi demasiado duro para
ainda hoje tantos anos depois me é dificil decidir se vou comemorar ou chorrar
pelo que me aconteceu, nunca fiz mal a ninguém, sempre trabalhei, e numa manhã
vi todo o fruto de nosso trabalho ser destruido.
Viva o 25 de Abril de 74
quero enterrar nas minhas memorias o 25 Abri de 75.

sábado, 24 de abril de 2010

Fez ontem um mês

Fez ontem um mês, que a mancha desapareceu.
É triste perder-se uma amiga ainda que ela seja
se quatro patas.
A mancha foi a nossa companheira durante 12 anos, desapareceu
evaporou se no ar , pois foi procurada pelas redondezas e ninguém
a viu, ela é uma cadela dalmata
'e uma raça que dá nas vistas.
Será que alguém a levou , sem perceber que ela tinha donos?
Será que é agora moda , levar os cães dos outros?!
è por ela ter raça pura?
não sei. só sei que a minha companheira de muitas horas
desapareceu deixando um grande vazio em todos nós.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Da minha janela

Da minha janela, vejo as estrelas,
tal como um dia já distante
gosto de olhar o céu estrelado,pois
vejo-te na estrela mais brilhante.
Sou tal, como 0 viajante que a usa para
guiar sua jornada.
Eu julgo-te ali: para de longe me poderes
orientar na caminhada que juntos começamos
é bom saber que ai de longe
tu estas tão perto. tão presente.
Amor, e carinho que soubeste transmitir
aos nossos corações.
quero eu saber ser forte, saber honrar teu nome
poder esquecer, sem te esquecer, mas aprender,
a viver os dias que me restam, olhar as estrelas
procurar a minha estrela, e te dizer s´o com o olhar
te amo anda , vem me mostrar esse lugar

terça-feira, 20 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

nsagens no fim de cada postagem ou no fim da pagina

palavras ao vento sou eu

são pedacinhos de mim que te mostro a ti

mini tornado

[recentposts.png]Depois de um dia de chuva, que por vezes mais parecia um diluvio.
Hoje, o dia amanheceu com um sol meio envergonhado, talvez por ser Primavera,e a chuva ontem ser rainha, e senhora.
Este ano esta a ser demasiado, conturbado; agora até um mini-tornado;
na costa, em Tavira.Foi um Deus nos acuda.
Talvez, seja a maneira de nós simples mortais, começarmos a perceber
a força do vento e da Mãe natureza.
Todos juntos vamos tentar conservar, mais o mundo que um dia deixaremos
para os nossos filhos e netos.

sábado, 17 de abril de 2010

Tudo acontece este ano


O Inverno parece ter voltado.
este ano está um Deus nos acuda.
São os sismos, o deslizamento de terras. e agora
o vulcão com toda a sua pujança. claro deve dar uma grande 
confusão.
aeroportos fechados, o descongelamento dos glaciares, que 
provoca inundações, enfim um nunca mais acabar.
Mais uma vez, eu digo que a mãe Natureza  deve de estar
muito zangada. 
E eu aqui preocupada contigo.  

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Ontem, hoje e amanhã

Hoje, ontem, amanhã, tão diferentes tão iguais, monotonia compulsiva. em que tudo é igual, e tão diferente.
É um ir e voltar, os mesmos rostos,os mesmos silêncios, a mesma quezilia, todos os dias.
Um colega que falta, outro que se atrasa
e claro a implicância do chefe, enfim é tudo igual.
Claro o mesmo stress, o mesmo arrasar
do sistema nervoso, a juntar aos problemas de cada um , e os meus são mais que muitos. 

terça-feira, 13 de abril de 2010

Sabes

Queria ser águia, ou gavião
voar livre liberta, ver  planícies, altas montanhas
não ter horários para cumprir
Ser eu apenas simples mortal, viver a vida
em plenitude, voar bem alto.
viver a vida entre a terra e os céus.
Planar no voo, para descansar, ser gente
humana é complicado, são todos( ou quase)
falsos, ninguém se importa, com mais ninguém.
Tudo lhes serve de trampolim, queria ser águia
mas o meu querer é utopia tenho ser gente
sem ser daninha, tento ser gente, mas não me entendem, pouco me importa basta que eu saiba e me sinta gente.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Mãe

Deste dia que é o teu, o dia que te recordo com mais força,
mais saudade. Dia das mães.
dia da mãe que não tenho, já partiu há muitos anos, 
ao partir levou grande parte de mim mesma
nossa mãe é nossa vida, quando a temos não sabemos ver com total
plenitude. O brilho do seu olhar, o amor que nos  oferece.
o amor dela é sempre  incondicional,e é nos dias sombrios 
da nossa vida, que mais sentimos, a falta do sol do seu olhar, da ternura de um afago, como só ela nos sabe dar .
Há 29 anos que partis-te. Oh! Mãe que saudades, sinto de ti, do teu sorriso doce e calmo,
Mãe toda feita de ternura, compreensão e amor.
Mãe.  Minha querida mãe estejas onde estiveres não te esqueças que te amo.,

sábado, 10 de abril de 2010

O MEU SENTIR

Queria eu saber dizer, o que aqui vai
dentro deste querer, deste sentir
mas deixo apenas, que minha mão
transporte ilianavel do sentir,
viole  brancura desta folha,
e nela retrate o que digo sem falar
pedaços de mim, ninguém intenderia se disse-se
o quanto é vazia a minha vida, quero, e não quero
 este viver. Tenho saudades imensas do passado,
 mesmo sem ser saudozista, olho o futuro...
tentando imaginar que dele farei, quando vale a pena se-se rei.
Rei sem trono. Mas de cabeça erguida, sem vaidade antes ter 
a humildade de dar as mãos há humanidade. 

quinta-feira, 8 de abril de 2010

o teu blog

parabéns, é simples com um certo humor, até eu que não entendo nada de ipad's fiquei com vontade de aprofundar conhecimentos. mais uma vez força.

Eu

Um mundo só meu.
Dividido em dois polos, passado e presente
um passado, respeito, doce lembrança
que me faz viver, mas também esquecer
reveses da vida é como o perfume
que nos enébria.
Presente.
Um mundo novo, sinto-me quase igual
a um navegador, numa casca de noz
que anda mar dentro tentando encontrar
seu porto de abrigo, mas sonho contigo
meu amor ausente, mas sempre presente
no meu coração.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Chuva

Chove de mansinho nesta noite escura,
já tentei olhar, tentei encontrar
a estrela mais brilhante,
mas não consigo vê-la
neste céu de chumbo.
Mas eu sei lá estar
para nos ajudar, nos proteger.
Ês a minha estrela, 
a estrela polar que orienta e guia
esta caminhada na estrada da vida.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Que tempo?!

O tempo, este compasso, que domina o mundo.
O tempo, o tempo sem tempo que ninguém diz ter.
O tempo que sobra, e que ninguém faz nada para ajudar aqueles a quem o tempo parece adverso.
O tempo daqueles que dizem não ter tempo.
Otempo há nossa medida para medir o mundo
e a quanto tempo, num tempo sem tempo
nos daria o tempo de fechar os olhos, nos esquecer-mos do tempo para ver Jesus.
Agradecer o bom e o mau que são a um só tempo
o tempo que resta para olhar para dentro de nós

domingo, 4 de abril de 2010

Domingo de Pascoa

Domingo de Pascoa´
Domingo de Ressureição,
a festa da vida,
que ela possa ser
para todo o mundo
a festa da paz, a nossa paz
connosco e com os outros
ela invada o coração dos homens
para que a festa da vida e da paz
se possa viver em pleno.
Santo Domingo de pascoa para todos.

sábado, 3 de abril de 2010

Dizer, para quê?

Para quê dizer
a que o coração grita
e a boca cala,
para quê mostrar
a angustia
que magoa e fere
a vida da gente?!
Eu queria tão pouco
mas parece tanto,
que eu tenho medo. 
O pouco que eu quero
me fica distante,
esta incerteza 
me baralha toda;
porque será que tudo me foge
embora parece estar mesmo ao meu lado

sexta-feira, 2 de abril de 2010

o que se sinto

Escrever é falar calada,é dizer a todos sem nada falar,o que a alma grita,e a boca cala.
Escrever... escrever... o que vai saindo de dentra de mim,são coisas simples, como simples sou,
mas são com certeza o espelho de mim mesma
que guardo sozinha.
Estou grata ao bom Deus, me dar a certeza de seguir andando ás vezes caindo, mas sempre ter forças, para levantar os joelhos.
Andar novamente, passo a passo vou levando a vida, vencendo obstaculos, sempre me dar a certeza que Deus esta comigo, como esta contigo, procura encontra-lo, mas coisas mais simples,procura vê-lo .
Tenta ter sempre, um sorriso para a vida nos momentos mais duros pega-nos sem dar-mos por isso, só esse colo nos leva a bom porto

quinta-feira, 1 de abril de 2010

É lindo morar aqui .

Daqui olho a janela, e ao longe os eucaliptos grandes sentinelas.
Direitas olhando a paisagem de campos verdejantes
ondulando ao sabor do vento.
As casas  branquinhas,  parece uma paisagem saída dum conto de fadas.
Do outro lado da casa , vejo a minha aldeia Barreiras,as vinhas,os  pássaros cantando anunciando a Primavera.
A estação do renascimento.
É lindo morar mas Barreiras, meu sonho de vários anos
ambição de sempre.
Esta paz de um certo modo me recorda a nossa Angola.

É aqui

É aqui, que mas perto de ti.
É aqui que recordo os momentos que contigo vivi.
É aqui que revejo as caricias dum beijo que contigo troquei.
É aqui que me sinto mais perto;
o peito apertado num doce recordar,
pois aqui conjugamos, mesmo sem pensar,
a doce caricia 
que é o verbo amar