Seguidores

terça-feira, 9 de março de 2010

Vento

Queria ser forte feito o vento do Norte, queria ser gente e me sinto trapo, eu tento viver e apenas vegeto. Quero aprender a olhar a vida, o Mundo; olho e não vejo as cores do passado, Esta tudo calado, as pessoas passam  de olhares vazios, rostos sombrios, com se uma nuvem, tolda-se o seu sol. Os passaros já não cantam sua sinfonia de rara beleza,e até as crianças, outrora a esperança, o futuro, de um mundo melhor, já não as vemos mais como a força motriz que move um Páis,o medo a incerteza veio substituir toda a beleza, mas eu sou teimosae nego-me a crer que tudo é assim.

Nenhum comentário: