Seguidores

sexta-feira, 5 de março de 2010

Sou

Sou um barco á deriva sem ter porto, pois quero aportar neste porto tranquilo...mas o meu "eu" agita-se, o meu ser estremesse, num balanço de duvidas, entre o certo e o errado.
Sei que nada é meu, tudo o que tenho me foi emprestado pela vida. 
Não tenho apego a nada. È o não conseguir compreender qual o caminho a seguir que rumo dar á mina vida, se falo ou se me calo... quero e preciso de me sentir eu, não consigo entender quem sou... 
quero ser...seja o que for mas ser. 
E só sei que não sou quem sou.LR

Nenhum comentário: