Seguidores

quinta-feira, 4 de março de 2010

Eu


Sinto-me triste perdida,sou como a ave ferida que ao voar, a bala traiçoeira fez parar.
É dia ,mas... é a noite que me acompanha no viver
. Sorriu e engolo o pranto que faz chorrar meu coraçao, quero ser forte, mas sou tão fragil e indefesa, luto, tentando encontrar o equilebrio; a força para vencer
Fico sem compreender, sinto-me triste perdida, e neste perder sem encontrar fico calada ,mergulho ao fundo e mim mesma

sento seguir em frente sem falar, tentando encontrar o meu lugar.

Um comentário:

O tempo que passa disse...

Revejo-me nas tuas palavras, na poesia desse sentir, na mesma mágoa magoada, na dor de ave ferida.
ninguém é sempre forte.